sábado, 29 de setembro de 2012

Meu grande agradecimento à AVSPE e à estimada Ilka por tão belas mensagens.

A AVSPE deseja um Lindo e Feliz Dia de Aniversário ...

Nobre Amiga Poetisa
Flauzineide de Moura Machado!

29/09/2012

(Membro Efetivo)

Meus Lábios...

Sim, meus lábios...
comungam felicidade
por saber que este Dia
Ferverá júbilo recíproco...
Alegro-me por entender
que a beleza dos teus sonhos
é tão intensa quanto o
carisma que externas...

Assim sei, que estes sonhos
são os mais belos
que alguém já sonhou...
Ah! Quero muito ser
uma das figurantes deste cenário ímpar!


Ilka

Saúde é o que mais peço ao
Grande Arquiteto do Universo
e que, qual orvalho, a cada amanhecer,
regue todo teu Ser...
Ah! ...e, junto a este "pacote"
seja agregado
uma "pitadinha" de sentimentos
que nutres por alguém...
E que este alguém coloca-te
no "pedestal" mais nobre
do Palco da Felicidades!

Ilka Bosse
Bailarina das Letras
Blumenau-SC-Brasil
Música: - InstOrquetra -



Muito obrigada à REBRA por tão linda felicitação - PARABÉNS para vocês também pela brilhante competência nas ações desenvolvidas, obrigada ainda por este delicioso bolo...



"FLAUZINEIDE: TODOS OS NOSSOS DESEJOS DE MUITAS FELICIDADES E GRANDES REALIZAÇÕES ESTÃO DIRIGIDOS A VOCÊ HOJE E SEMPRE."

Eu nem sabia que elas sabiam...

Minhas rosas desta manhã primaveril vão para as minhas amigas da Academia Feminina de Letras e Artes Mossoroense/AFLAM que me despertaram com vivas de alegrias praticamente uma fanfarra de "Parabéns pra você"
Obrigada Ceição, Socorro Fernandes, Joaninha, Goretesss, Socorrinho Cavalcante, minha amiga (de mais de 30 anos) Albetiza (reencontrei na AFLAM) e demais academicas, vocês são maravilhosas, são gente de SIM!!!
Obrigada por tudo meninas! 

"Receba(m) as flores que lhe(s) dou"...
rsrsrs
lembram? Anos 60 - Nilton Cézar,
 quem não cantou "A namorada que sonhei"?

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

PARABÉNS PARA LEDA MARINHO VARELA DA COSTA - ESCRITORA POTIGUAR E ANIVERSATIANTE DESTA PRIMAVERA 27/ a comemora hoje 29

Hoje é dia da abraços para Leda
Aluna da E. E. Berilo Wanderley

Hoje é de homenagens para Leda
Momemto da Homenagem da E. E. Berilo Wanderley na SEEC/RN

Leda escitora

Leda parceira

Leda palestrante

Leda criança...
E. E. Berilo Wanderley

Leda Presidente da AJEB/RN.
AFLAM - Mossoró

Leda nas escolas...
Homenagem da E. E. Izabel Gondin

Por tudo isto Leda, você merece meu ramalhete, minha admiração e meu abraço,
Flauzineide

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Salmo 23 versos 1 a 6

A felicidade de termos o Senhor como nosso pastor


Salmo de Davi



1-O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará.

2-Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente às águas tranquilas;

3-Refrigera a minha alma, guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome,

4-Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte não temeria mal algum, porque tu estás comigo, a tua vara e o teu cajado me consolam;

5-Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda;

6-Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias de minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

sábado, 22 de setembro de 2012

Junto com a primavera veio também o convite da poetisa Leda Marinho Varela para comemoração de seu aniversário que será festejado dia 29-09

Aniversário de Leda em 2010 - Linda festa...

Mateus 6: 25 a 34

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?

Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?

E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?

E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;

E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.

Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?

Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?

(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

Mateus 6:25-34

Em todas as ocasiões as rosas, as flores, sempre nos sensibilizam

“ As Rosas”
Á Flauzineide Machado

Por não saber se o silêncio
Ameniza a dor que o outro sente
Quando a morte rasga as vestes
Do regaço cheio de ventura...

Poeto as ultimas rosas!
E apenas digo que estou aqui
Certa de que dela regressei;
E quando dei por mim
Teci a primavera sem memória
Nas pétalas das ultimas rosas.

 
Por não saber como acorda
Quem dorme o sono das veredas
Em um cinzento dia de inverno;
Dilacero véu, e ao tilintar do sírio
Pouso o olhar na ultima rosa.

Para ouvi-lo atentamente
Solar aos portais dos bosques
Que floresceram em ti,
E alheia as lágrimas do rosto
Sigo amando a ti e as rosas!

Deth Haak
16/7/2010

“A Poetisa dos Ventos”
Sociedade dos Poetas Vivos

Para ouvir venha aqui:

Mais sobre Deth Hak venha aqui:

A poesia de Nisia para a maior rosa da primavera...

Nísia Pimentel Torres Galvão


GOTAS DE LUZ

Mãe é uma rosa

É uma eterna flor,
Ou é a própria encarnação do amor?
Mãe é o cantar dos pássaros
Na sua vida de beleza,
Ou é a própria força do universo
Refletindo no espelho da natureza?

Mãe é o ser que ampara
Em plena dedicação,
Ou é o amor que gera
Na plenitude da doação?

Mãe é a perfeição
Do criador Divino
É aquela que,
Entre sorrisos, lágrimas e carinho,
Compartilha nosso destino

... Mãe é o cintilar
Da própria estrela que reluz
E é o pranto que cai,
Formando pingos de amor,
Formando gotas de luz.

A poesia da mulher potiguar no jardim da primavera

Sou Mulher!

Sou o mistério das nuvens,
O infinito da poesia que embala amor.

Sou mulher!...
Um ser que chora,
Esposa que inspira no princípio do amor.
No entanto sou um ser pensante.

Estou entre as coisas mais belas que Deus criou.
Sou o sorriso da natureza,
Estou entre as coisas mais belas que Deus criou.

Sou o sorriso da natureza,

Sensível como a flor,
Posso emudecer com desamor.


Ainda sou mais que tudo isso:
Sou mãe
Verdadeiro patriotismo
Para o Ser Mulher.

A poesia de Fátima Castro
Ex Presidente da Academia de Letras e Artes Mossoroense - AFLAM

Flores da primavera para vocês, em poesias...


TRAGO UMA FLOR DENTRO DE MIM
Lúcia Helena Pereira - fev.09


CHEIA DE CHEIROS E RICO ESPÉCIME,
COM PÉTALAS DOURADAS,
ÀS VEZES AVELUDADAS...


TRAGO UMA FLOR DENTRO DE MIM
COMO SE FOSSE UM PEQUENINO JARDIM
ENFEITANDO O MEU INTERIOR.


TÃO PERFUMADA E TERNA,
COM MIL NUANÇAS
AO BALOIÇO DO VENTO...


TRAGO UMA FLOR DENTRO DE MIM,
QUE CHORA AO SENTIR SEDE,
E SE ACALMA QUANDO A NOITE CHEGA...

ESSA FLOR ÀS VEZES FICA ESQUECIDA,
NUM CANTO QUALQUER DO JARDIM FLORAL..
E SE DESTACA, PELA BELEZA E COR!


TRAGO ESSA FLOR COMIGO HÁ MUITOS ANOS,
IMORTAL, VIVA E RESPLENDENTE -
A FLOR DA AMIZADE E SOLIDARIEDADE.


NOTA: NEM SEMPRE SABEMOS COLHER, ESCOLHER, VARRER SOMBRAS, APAGAR PESADELOS. MAS AS FLORES EXISTIRÃO SEMPRE, COMO SÍMBOLOS MAIORES DOS CAMINHOS. OS SÍMBOLOS QUE PEDEM VIDA!


Lúcia Helena

Saiba mais sobre Lúcia Helena - A poetisa das flores

Chegou a primavera! Para vocês um jardim de poesias...

Poética Minha
Flauzineide de Moura Machado

No que chamo de meus versos,
Falo às aves de amor;
Tentando fazer poesia,
Falo também da flor.

No que chamo de meus versos,
Falo das ondas do mar:
Tentando fazer poesia,
Faço rimas ao luar.

No que chamo de meus versos,
Escrevo tristeza, alegria:
Tentando fazer poesia,
Faço escritos todo dia.

No que chamo de meus versos,
Falo muito em vitória:
Tentando fazer poesia,
Repasso minha história.

No que chamo de meus versos,
Tenho muito a contar:
Tentando fazer poesia,
Fantasio o meu pensar.

No que chamo de meus versos,
Transpiro emoção:
Tentando fazer poesia,
Rimo com solidão.

No que chamo de meus versos,
Sinto muita saudade:
Tentando fazer poesia,
Abomino a maldade.

No que chamo de meus versos,
Clamo por nosso Deus:
Tentando fazer poesia,
Entrego-lhe os anseios meus.

No que chamo de meus versos,
Vou agora encerrar:
Tentando fazer poesia,
Meu sonho vou embalar...

Minha solidareiedade às minhas amigas escritoras que passam por um momento muito difícil... Meu abraço à Geralda Efigênia e a Elizabeth Rose

Em plena chegada da primavera Dona Nenzinha vai para o céu, partiu deixando aqui sua essência: filhos, filhas, netos e netas vão continuar exalando sua pureza, sua históra, sua sabedoria...

Quer mais sobre Geralda venha aqui:





quinta-feira, 20 de setembro de 2012

21 de setembro - "Dia da árvore" e nós aqui comemoramos este dia com a poesia da mulher potiguar

Exposição da poesia da mulher potiguar na "Associação Cultural Dom Nivaldo Monte" em Parnamirim.

Os banneres do Projeto: Difusão da Literatura Feminina Potiguar misturam-se às árvores daquele espaço todo arborizado

Plantemos árvores plantemos, no chão da pátria rios em festa
Verdes palácios nós erguemos para os cantores da floresta...
(Essa música nós cantávamos quando éramos crianças, no Educandário São Tarcisio em Areia Branca)

A Escola Estadual Alm. Newton Braga vai fazer uma grande festa: Amor, Flores e muita poesia para receber a Primavera... Eis o convite:

terça-feira, 18 de setembro de 2012

V Encontro de Escritores - Convite

Geralda Efigênia - Escritora potiguar e aniversariante de hoje. Parabéns!

Este banner faz parte do acervo do Projeto Difusão da Literatura Feminina Potiguar

Mulher 

Sou mulher
Sensível, sensitivel
Forte, guerreira
Na vida
Sou mais que um corpo
Para apreciação do macho.
Sou mais que um ombro
Para escutar lamentos.
Sou mais que dar momentos.

Sou mulher
Ativa, moderna e suficiente
Para encara quão mormente
Toda e qualquer ação que vier.

Sou mulher!
Sim sou mulher
Mãe... atenta aos momentos mal dormidos
Nos choros reconhecidos de dor e desalentos,
Nas horas de incertezas de tantas primeiras vezes.

Sou mulher!
Companheira de toda hora,
Amiga das horas certas,
Esquecida das horas certas.

Sou mulher!
Pode ter certeza...
Pra o que der e vier,
Seja o frio
Seja o siso
A alegria ou a dor
Na paraíso, eternizo,
Essa dor de ser mulher.

Geralda Efigênia de Macêdo

Mais sobre Efigênia? Venha aqui:

Parabéns à poetisa Geralda Efigênia - Uma escritora potiguar

Geralda Efigênia Macêdo, nasceu em 18 de setembro de 1958, em Cerro Corá, filha de Zé Milanêz e Nenzinha Macedo. Com um ano de nascida, foi morar na Mina Brejuí em Currais Novos, portanto o berço da sua infância e juventude foi aqui a base onde viveu todas as emoções juvenis, aqui viveu tudo. Ama a Mina Brejuí, ama Currais Novos, e aprendeu a ser natalense. Tem formação inicial em pedagogia, professora de literatura infantil, da rede municipal de ensino, orientadora pedagógica da rede estadual, ex gestora no Instituto Padre Miguelinho. Pos graduação em Orientação Pedagógica para o Novo Ensino Médio, E Elementos da Antropologia. Participação como pesquisadora da CNPQ da base de pesquisa Formação e Profissionalização Docente da UFRN, sob a coordenação do Prof. Dr. Isauro Beltran Nunez. Objeto de estudo: Sindicatos Docentes. Trabalhos publicados: Artigo sobre a representação dos professores e as formações docentes, apresentadas no XIII ENDIPE – Encontro Nacional de Prática de Ensino em Recife /PE ano 2005. O mesmo artigo apresentado no seminário de pesquisa do CCSA –Anais/ Universidade, Direitos e Diversidade da UFRN, ano 2006.
Livro Públicado: Antologia Literária Infantil – trabalho sistematizado com seus alunos do 2º ciclo da Escola Ary Parreiras.
Publicação de Cordel: O Cotidiano da Escola Municipal Mareci Gomes- Passo da Pátria-Natal/RN.
Representante do DCE no Centro de Ensino Pesquisa e Extensão- CONSEPE DA POS GRADUAÇÃO no ano de 2005.
Participação como Delegada no XXIX Congresso Nacional dos Trabalhadores em Educação, em Brasília – janeiro 2005.
Participação como Representante do Diretório Central de Estudantes- DCE/UFRN, na Bienal da União Nacional de Estudantes-São Paulo/SP - 2005.Tema do Encontro: Soy loco por ti América.
Representante do Sindicato dos Trabalhadores em Educação/SINTE na 1º Conferência Estadual de Educação – 2007.
Votos de Congratulações da Câmara Municipal de Natal pelo lançamento do Projeto Poesia na Escola: a arte de ler e escrever poesias – ano 2003.
Participação no Seminário Estadual de Políticas Para a Educação Profissional – 2005.
Membro dos Poetas Del Mundo.
Ex Presidente da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins-SPVA/RN
Desenvolve projetos com poesia nas escolas que leciona, coordenou o Projeto Poesia na Escola.
Trabalhos publicados:
Antologia Literária Infantil e Literatura de Cordel:
O cotidiano da Escola Municipal Mareci Gomes.
Tem poesia publicada na V Antologia Literária da SPVA/RN, 2007.

Outra fonte

Geralda Efigênia Macedo da Silva – formação inicial em pedagogia, professora de literatura infantil, da rede municipal de ensino, orientadora pedagógica da rede estadual, embora no momento esteja gestora no Instituto Padre Miguelinho.
Pós graduação em Orientação Pedagógica para o Novo Ensino Médio, E elementos da Antropologia. Participação como pesquisadora da CNPQ da base de pesquisa Formação e Profissionalização Docente da UFRN, sob a coordenação do Prof. Dr. Isauro Beltran Nunez. Objeto de estudo: Sindicatos Docentes. Trabalhos publicados: Artigo sobre a representação dos professores e as formações docentes, apresentadas no XIII ENDIPE – Encontro Nacional de Prática de Ensino em Recife /PE ano 2005. O mesmo artigo apresentado no seminário de pesquisa do CCSA –Anais/ Universidade, Direitos e Diversidade da UFRN, ano 2006.
Livro: Antologia Literária Infantil – trabalho sistematizado com alunos do 2º ciclo da Escola Ary Parreiras.
Cordel: O Cotidiano da Escola Municipal Mareci Gomes/ Passo da Pátria/Natal
Representante do DCE no Centro de Ensino Pesquisa e Extensão/ CONSEPE DA
Participação como delegada no XXIX Congresso Nacional dos Trabalhadores em Educação em Brasília – janeiro 2005.
Participação como representante do Diretório Central de Estudantes/ DCE/UFRN na Bienal da União Nacional de estudantes em São Paulo/SP - 2005.
Tema do Encontro: Soy loco por ti América.
Representante do Sindicato dos Trabalhadores em Educação/SINTE na 1º Conferência Estadual de Educação – 2007.
Votos de Congratulações da Câmara Municipal de Natal pelo lançamento do Projeto Poesia na Escola: a arte de ler e escrever poesias – ano 2003.
Participação no Seminário Estadual de Políticas para a Educação Profissional –

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

PARABÉNS AVSPE! Seis anos divulgando histórias, histórias, histórias...




SEREMOS...
(Ilka Bosse)


"Parabenizando sexto Aniversário da AVSPE"


Queria o destino, há seis anos,
(17 de setembro de 2006)


dar à luz um Paraíso Poético...
Eis que, surgem cinco letras!
AVSPE
...iluminadas, 24 horas ao dia
e lançadas ao vento,
por uma Dama da Poesia...
Logo, o sonho se fez realidade.
Colocou em prática, sem vaidade
a "edificação" do "CASTELO"
...em que residiria
a "Grande Família" AVSPE.
Efigênia, audaz, persistiria,
fazendo o que só ela é capaz..
Estendeu a mão,
dividindo-a em mil...
Permitindo agregações!
Cada qual com seu perfil.
...para alegria de incontáveis
corações poéticos,
por várias razões...
Às vezes, pelo fato
de simplesmente poetar,
outras, apenas para visitar,
e havia quem quis
"devorar poesia", todo dia!
E, foi então, que tudo aconteceu!
Nossa AVSPE só cresceu!
E hoje é "O SITE"!
...que há seis anos nascia,
qual rebento indefeso.
Mantendo até hoje
o "candelabro" das letras,
sem interrupção, aceso!
Parabéns, AVSPE!
Parabéns Efigênia!
Parabéns!
Grata, sempre serei!
Seremos..
.
Ilka bosse
Bailarina das Letras
Blumenau-SC-Brasil-15/09/2012-18h30

Site da AVSPE
http://www.avspe.eti.br/seescritoresacademiavirtualsaladospoeta.htm

domingo, 16 de setembro de 2012

Hoje é a data magna da poetisa ELIZABETE JOTA DA SILVA - "A Poetinha", uma pessoa linda!


ELIZABETE JOTA DA SILVA, nascida em 17-09-1924, do signo de virgem, no sítio Água Doce município de Santana do Matos. Água Doce era distante 30 quilômetros do município de Santana do Matos. Filha de Joaquim Jota da Silva e Francisca Nunes da Silva.



Sempre foi uma criança alegre, gostava muito de se comunicar, e desde pequena que gosta de poesias, sempre fez suas poesias mais não ligava pra escrever as mesmas. Fazia só pra se distrair, e fazer o seu pai sorrir, pois o mesmo adorava literatura de cordel.

Quando tinha 7 anos de idade fez uma poesia para seu pai. Ela tinha muita vontade de estudar, mais as condições do seu pai eram poucas. Um belo dia ele saiu pra fazer a feira e chegou com um caderno, um tinteiro, uma caneta e a carta de ABC, ai disse tai minha filha pra você aprender a ler e escrever e fazer poesias pra mim. O meu agradecimento a ele foi em forma de poesia.

Pai eu não tenho nem palavras
Para lhe agradecer
Pois era o que eu mais queria
Saber lê e escrever
Para fazer poesias.
E recitar pra você.

Ai começou a minha história. Aprendi a ler sozinha mesmo, exceto a orientação dos vizinhos com o pouco que sabiam me ensinava. Naquela época um vizinho era um irmão, todos unidos. A maldade e ambição não existiam, e se existia ninguém conhecia, e fui crescendo sempre alegre, feliz com o pouco que meus pais me davam porque não era só eu de filha, éramos 6 irmãos.

Casei aos 15 anos de idade, com José Gomes de Barros, ele com 19 anos. Dessa união tivemos 15 filhos, que já me deram 18 netos e um bisneto. Há 45 anos resido no município de Angicos. Considero-me angicana de coração, pois foi aqui nesta cidade onde criei os meus filhos, onde eduquei a todos, e só não aprendeu quem não quis. Nunca fiz diferença entre meus filhos. Dei carinho por igual.

É aqui em Angicos que se encontra sepultado o meu esposo falecido em 19-04-1980 e um filho falecido em 29-02-2000.

Não tive oportunidade nos estudos, porem aprendi a ler e escrever o suficiente para registrar o dom que deus me deu, que é de fazer poesia e mostrar meus sentimentos. Pra se fazer poesia tem que ter inspiração. Tem que brotar da alma esse sentimento lindo que é a poesia. Pra nós que somos poetas, a poesia é o alimento da nossa alma.

Eu sempre digo que poesia é Arte, e Arte é um dom divino onde o artista precisa apenas aperfeiçoar pondo-a em prática. No inicio, eu fazia as minhas poesias no decorrer das minhas atividades de dona de casa, aproveitando sempre uma conversa com amigos ou mesmo com a família pra descontrair e passar o tempo.

Em 1997, Angicos completava 61 anos de emancipação política. Nesta época meu filho Júnior fundou o jornal central em 1997, lembro que ele entrou com os braços cheios de exemplares. Eu fui lendo o jornal e senti vontade de escrever as minhas poesias no jornal quando vi uma poesia de um grande poeta de Mossoró chamado Crispiniano Neto. Lendo aquela poesia vi que ele tinha o meu estilo, e ai criei coragem e comecei a colocar pra o povo os meus sentimentos, a minha Arte.

O Jornal Central me ajudou muito no decorrer da minha vida, tive muitos incentivos de amigos como Aclecivam, que o tenho como um filho, pelo respeito que ele tem comigo, e de muitos amigos que sempre me deram carinho. É esse amor de cada um que me motiva a continuar fazendo as minhas poesias. O apoio também dos meus filhos, dos meus netos também tem sido fundamental. É com incentivo deles que penso em publicar o meu primeiro livro de poesias.

Aos 84 anos de idade, lúcida no agir, no falar e no escrever, continuo sempre procurando ser justa nas minhas atitudes. Sei que o mundo avançou muito, está moderno, mas eu estou acompanhando esse avanço, com minha simplicidade mais sempre rezando e pedindo a Deus a proteção não só pra minha família, mais pra todos os meus amigos, e também pra essa juventude que tanto necessita de proteção do Senhor. Eu costumo dizer que a velhice é uma continuidade da vida, as pessoas vão perdendo coisas pelo caminho, mas as idéias permanecem vivas em nossa mente.

Sinto-me jovem. Gosto de me sentir assim conversando com os jovens, e mostrando pra eles que a vida não é só festas e badalações. A vida é saber viver sempre procurando estudar para ser um cidadão de bem, pra não ter que mendigar esmola de político, pra ser homem de verdade, sem procurar pisar ninguém.

Que é preciso incluir Deus na nossa história. Basta que objetivamente peçamos sua sábia orientação para guiar-nos em nosso futuro. Depois não fique reclamando que o tempo passou, e você não fez nada da vida. Hoje o que se vê são muitos desses jovens descrentes de tudo. Não os vemos na igreja. Eu gosto da juventude, por isso a minha preocupação.

Mesmo com essa idade, tenho muito orgulho dos meus 84 anos, pois Deus tem me dado uma família linda da qual me regozijo de todos os meus filhos, dos meus netos e meu bisneto. Sou feliz com cada um deles, porque a família é a base de tudo. Em meio a um mundo de agitação e incerteza, devemos fazer de nossa família o centro de nossa vida e a nossa maior prioridade.

A família encontra-se no centro do plano do Pai Celestial. A seguinte afirmação extraída de “A Família — Proclamação ao Mundo” declara quais são as responsabilidades dos pais para com a própria família. Acho que eu disse tudo que eu tinha pra dizer da minha família da qual é a razão maior do meu viver, mesmo ficando viúva aos 56 anos continuei sendo essa mulher que sempre primou pelo bem-estar da família.

Sou admiradora dos grandes cantores que também são compositores, Geraldo Azevedo, Nando Cordel, Jorge de Altinho, Zé Ramalho, Fafá de Belém. Sou uma mulher que gosto de pessoas honestas, acho a honestidade um valor essencial, para mim a honestidade torna as pessoas mais integras em todas as atividades ou relacionamento no qual estejam envolvidos.

Mais sobre dona Elizabete tem aqui:

sábado, 15 de setembro de 2012

Dia 18/09 é dia de festa para a poetisa Geralda Efigênia. Parabéns Geralda, por mais um ano de vida.

Quem sou eu...
eu sou...

Eu sou Geralda Efigênia
Formada em pedagogia,
Professora há muitos anos
Lidando com a poesia.


Nasci em Cerró Corá
De onde saí criança,
Com um ano de idade
Portanto não há lembranças
Foi Currais Novos leitores
O berço da minha infância..

Sou fruto de um poeta
Que sempre em versos escreveu
Rimando e metrificando
O pensar que Deus lhe deu
E encantando multidões
Em quanto em terra viveu...


Seu nome Zé Milanez
Poeta sindicalista
Eu não tenho o seu talento
Mas também sou progressista
E admiro o talento
Do poeta repentista.


Sou mãe de Arthur e Edinho
Duas pérolas de valor
Arthurzinho está no céu
Assim Deus determinou
E Edinho é minha força
Meu futuro, meu vigor...
Na rima, vivo buscando
Sempre me aperfeiçoar
Tudo que escrevo, tento
Rimar e metrificar
E colocar a paixão
Na hora de versejar.

Aqui convido os amigos
Para vir compartilhar
Comigo deste ambiente
Que faz-me emocionar,
O local onde os poetas
Aos sábados vêm se encontrar;


É uma sociedade
De estilos bem diferentes
Os poetas que a compõem
Tem o dom em suas mentes
De encantar os visitantes
Com poemas divergentes.


Neste espaço de cultura
Sinto-me realizar
Ouvindo o Zé Martins
Com seu verso popular
A sua casa de taipa
Com emoção declamar.


Mery Medeiros, um ícone
Tem histórias pra contar
Linda é sua trajetória
Faz a gente se alegrar
Com Emanoel, Arlete,
Jania, Grilo e Twovar.


E muitos outros poetas
Que merecem ser lembrados
Que encantam os visitantes
Com poemas recitados
A quem peço o perdão
Não terem sido citados.


É que a rima me falta
E o pensar me escondeu
O nome de alguns deles
A velha cuca esqueceu
O fôlego ja me faltando
A lembrança arrefeceu.


Com amor e lealdade
Eu peço a Cristo Jesus
Uma benção especial
Cheia de Paz e de Luz
Aos colegas meu obrigado
Por terem me escutado


Quer saber mais sobre Efigênia?

Venha aqui:
http://wwwgeraldaefigenia.blogspot.com.br/

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Parabéns para a poetisa potiguar Elizabeth Jota que munda de idade no próximo dia 17/09. Felicidades!!!




Poema escrito por Elizabeth Jota - "A poetinha"

SÓ DEUS...


Deus fez o astro para luzir nos ares
A meiga rola pra gemer na selva
A borboleta pra brinca na relva
A branca espuma pra boiar nos mares.
Deus fez o cisne pra vagar nas águas
O doce orvalho pra banhar as flores
A meiga esperança pra acalmar as dores
A onda altiva pra rugir nas fráguas.


Deus fez a águia pra voar nas serras
O passarinho pra cantar nos bosques
A flor mimosa pra enfeitar a terra.
Deus fez a nuvem para os céus azuis
Deus fez a virgem pra viver de sonhos
Deus fez o homem pra viver de luz.


Escrito por Elisabeth Jota - A Poetinha

Mais sobre a poetisa Elizabeth, visite este site:

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Nossa escritora potiguar, Clevane, onde passa marca presença...

A Rádio Universidade FM, presta homenagem à Clevane 13 anos após sua saida da cidade de São Luiz, para Belo Horizonte onde reside hoje. Parece simples, mas não é, sintam a importancia dessa convivência. Parabéns Cle! eu te conheço e sei que você merece.

Clevane diz: "Morei seis anos em S. Luiz - MA, saí de lá em 1990, de retorno a Belo Horizonte

HOMENAGEM A CLEVANE PESSOA LOPES.

"CLEVANE PESSOA LOPES, receba esta homenagem do Momento Literário , na Rádio Universidade FM, que, hoje, 08 de setembro de 2012, completa 9 anos. Você faz parte de nossa história e do nosso sucesso. O nosso reconhecimento e o nosso agradecimento. Atenciosamente, Rozalvo Júnior, produtor e idealizador do Momento Literário. Momento Literário 9 anos e São Luís 400 anos."

O jornalista em questão, Rozalvo Júnior, também poeta e prosador dirigia um programa literário na TV local e chegou a lançar um de meus poemas , interpretado por um ator local, mandando-me uma fita VHS, com essa apresentação.Também entrevistou-me via telefone para seu programa de rádio.
 "Agradeço penhoradamente. Bem, digo sempre que na capital maranhense, deixei muitos amigos! Trabalhei lá em área hospitalar, na qualidade de psicóloga e foi lá que desenvolvi, com equipe interdisciplinar, programa de atenção integral ao adolescente."


"Ao jornalista Rozalvo Barros Júnior, poeta e prosador, que com seu programa "Momento Literário" faz um ativismo cultural significativo, desejo vida longa a ambos. Belo Trabalho. Estou deveras emocionada .
Clevane Pessoa

  
Nos arquivos: foto de S. Luiz-Ma


Minha foto ontem, no “Mutantes do Rock PUB - aniversário da banda Tancredos, na qual meu filho é contrabaixista.
Crédito de minha foto: Ciléia Botelho

domingo, 9 de setembro de 2012

29 a 31 de Outubro de 2012 - V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES - V EPE

CARTA - CONVITE

Prezado (a) Senhor (a)

Em nome da União Brasileira de Escritores - UBE/RN - convido Vossa Senhoria/Vossa Excelência para participar do V Encontro Potiguar de Escritores - V EPE (em anexo segue a Programação), que acontecerá na última semana de Outubro, de 29 a 31 de 2012, no auditório da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras, à Rua Mipibu, 443, Petrópolis, ao lado da Escola Estadual Augusto Severo, próximo ao restaurante Oriente Express.

Sem mais para o momento, desde já agradeço a sua CONFIRMAÇÃO através do e-mail

eagosson@gmail.com
Eduardo Gosson
Presidente

----------

V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES - V EPE

29 a 31 de Outubro de 2012

Coordenador Geral:
Eduardo Antonio Gosson

Coordenadores Adjuntos

Antonio Clauder Arcanjo
Carlos Roberto de Miranda Gomes
Diógenes da Cunha Lima (ANLRN)
Francisco Alves da Costa Sobrinho
José Lucas de Barros (ATRN)
Jurandyr Navarro da Costa (IHGRN)
Maria Rizolete Fernandes
Maurício Cardoso Garcia (SPVA)
Zelma Furtado (AFLRN)

Comissão de Divulgação

Alex Gurgel (blog Grande Ponto)
Cid Augusto (O Mossoroense)
Cefas Carvalho (PotiguarNotícias)
Dani Pacheco (O Jornal de Hoje)
Jania Maria de Souza (Blog da SPVA)
J. Pinto Júnior (TV Bandeirantes)
Lucia Helena Pereira (Diretora de Divulgação)
Maria Vilmaci Viana (blog Vivi Cultura)
Moura Neto (Novo Jornal)
Paulo Jorge Dumaresq (Assessor Especial de Imprensa)
Sergio Vilar (Diário de Natal)
Yuno Silva (Tribuna do Norte)

PROGRAMAÇÃO OFICIAL

Segunda-feira, 29.10.2012

19h – Abertura Solene
Eduardo Gosson - Presidente da União Brasileira de Escritores- UBE/RN
Homenagem à Escritora de livros infantis Nati Cortez (entrega do Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN in memoriam e da Resolução nº 02/2012)
Homenagem ao grupo de teatro Clowns de Shakspeare pelos relevantes serviços prestados à cultura (entrega de uma Placa)
Homenagem ao Escritor Otto de Brito Guerra - Centenário (entrega de um Diploma in memoriam)
20h30 - Mestiçagem étnica e cultural da América Latina em Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez - Tributo de homenagem
Profª Selma Calasans Rodrigues - UFRJ

Terça-feira - 30.10.2012

09h – Cascudo em Dimensão Universal
Procuradora Anna Maria Cascudo Barreto, Prof. Diógenes da Cunha Lima e Escritor André Sales
Moderadora: Daliana Cascudo (LUDOVICUS)
10h30 - A Literatura Infantil Potiguar: Realidade e Perspectivas
Flauzineide Moura Machado, Juliano Freire de Souza e Salizete Freire Soares
Moderador: Prof.José de Castro - UBE/RN
15h - A Escritura de Bartolomeu Correia de Melo no Contexto Potiguar
Prof. Tarcísio Gurgel, Escritor Nelson Patriota e Escritor Manoel Onofre Jr
Moderador: Escritor Lívio Alves de Oliveira
16h30 - A Literatura de Julio Cortáza
Profª Valdenides Dias
18h – Lançamentos e relançamentos de livros do Plano Editorial 2012 da UBE/RN e Recital Poético com o grupo Poesia Potiguar & Cia

Quarta-feira - 31.10.2012

9h – Leis de incentivos fiscais Djalma Maranhão/ Municipal e da Lei Câmara Cascudo/ Estadual e recentes alterações
Advogada Camila Cascudo Barreto Maurício - Presidente da Fundação Capitania das Arte -FUNCARTE e Profª Isaura Rosado Maia - Secretária de Estado e da Cultura – Fundação José Augusto – Natal/RN
Moderador: Francisco Alves da Costa Sobrinho – União Brasileira de Escritores - UBE/RN
10h30 – 1º Fórum Potiguar do Livro e da Leitura:
Os Planos Estadual e Municipal de Promoção da Leitura Literária nas Escolas Públicas
Profª Vandilma Maria de Oliveira – Secretária Municipal de Educação e Cultura - SEMEC – Parnamirim/RN
Profª Betania Ramalho – Secretária de Estado da Educação e da Cultura – SEEC/RN
Prof. Walter Fonseca – Secretário Municipal de Educação/SME – Natal/RN
Moderadora - Professora Claudia Santa Rosa – Coordenadora do Instituto de Desenvolvimento da Educação – IDE/RN
15h - Centenário do Escritor Otto de Brito Guerra
Prof. Marcos Guerra
16h30 – Misticismo e Esoterismo em Fernando Pessoa
Prof. Carlos Morais dos Santos – Portuga
18h - Concerto para violão
Prof. Roberto Atimurama – EMUF/RN
Bachianas - Heitor Vila Lobos
Brasileirinha
Pixinguinha
Hino Nacional Brasileiro

INFORMAÇÕES:

100 vagas para a SEEC/RN
100 vagas para a SME/Natal
060 vagas para a SEMEC/Parnamirim
100 vagas para escritores

Inscrições:

Professores devem solicitar a Ficha de Inscrição com a direção de sua escola no período de 15 a 30 de setembro de 2012
Escritores devem inscrever-se na sede provisória da UBE/RN - Academia Norte-Rio-Grandense de Letras à Rua Mipibu, 443 - Petrópolis, no turno matutino, no período de 15 a 30 de setembro de 2012

Local do V Encontro Potiguar de Escritores - V EPE:
Academia Norte-Rio-Grandense de Letras – ANL
Rua Mibipu, 443 –Petrópolis - Natal/RN
Data: 29,30 e 31 de Outubro de 2012
Hora: 09h às 18h

Outras informações: através do e-mail : eagosson@gmail.com

Organização: União Brasileira de Escritores – UBE/RN - www.ubern.org.br

Certificados:

Os participantes receberão Certificado, com a carga horária, no encerramento do Encontro. Aos que faltarem receberão na sede da SEEC/RN, SME- Natal e SEMEC- Parnamirim 30 dias após o evento