quarta-feira, 31 de outubro de 2012

V EPE - Composições de mesas da manhã da terça feira - dia 30

 Mesa "A obra de Cascudo e sua Dimensão Universal
Procuradora Anna Maria Cascudo Barreto e Andre Salles
Moderadora Daliana Cascudo

Mesa "Literatura Infantil Potiguar: realidade e perspectivas"
Flauzineide Moura, Salizete Soares e Juliano Freire
Moderadora Silvana

Momentos vividos no V Encontro de Escritores Potiguares - Dia 30 de outubro

Alunas da Escola Estadual Almirante Newton Braga, em performance com o texto
"Era uma vez uma menina sonhadora" - Flauzineide
Na foto também está Tiago Gosson, dando apoio artistico.

O sucesso do V Encontro de Escritores Potiguares:

Organização: União Brasileira de Escritores - UBE/RN

Dr. Eduardo Gosson
 Presidente da U. B. E. RN, em seu discurso de abertura
(foto de Lúcia Helena Perira)

Logo estarei postando detalhes...



Vejam mais aqui:

sábado, 27 de outubro de 2012

O primeiro livro de Moisés chamado GÊNESIS - cap. 1 versículos 1 a 10

A criação do céu e da terra e de tudo que neles existe

1- No princípio criou Deus os céus e a terra
2- E a terra era sem forma e vazia;
e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito
de Deus se movia sobre a face das águas.
3- E disse Deus: Haja luz; e houve luz
4- E viu Deus que era boa a luz; e
fez Deus separação entre a luz e as trevas.
5- E Deus chamou a luz de Dia; e às trevas chamou Noite
e foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
6- E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas,
e haja separação entre águas e águas.
7- E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas
que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam
sobre a expansão; e assim foi.
8- E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde
e a manhã, o dia segundo.
9- E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo
dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi.
10- E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento
das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom.

RELEASE DO V EPE E A PROGRAMAÇÃO

Começa nesta segunda-feira, 29 de Outubro o V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES - V EPE, promovido pela UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES/RN, sob a presidência do escritor Eduardo Gosson. Antecedendo a Abertura, às 18h, será lançada a antologia Presença da Mulher na Literatura Potiguar, organizada pelas escritores Zelma Furtado e Kacianni Ferreira.
Este ano, a UBE está homenageando três escritores já falecidos: Otto de Brito Guerra (Centenário) Nati Cortez (se viva fosse faria 98 anos, Bartolomeu Correia de Melo e o grupo teatral Clowns de Shaskespeare. Os escritores receberão o diploma de Sócio Honorário (in memoriam) e grupo teatral receberá uma Placa com os seguintes dizeres: “Ao grupo teatral Clowns de Shaskpeare pelos relevantes serviços prestados à Cultura Potiguar” . A família de Nati Cortez além do diploma receberá a Resolução 02/2012 que cria a Coleção Infanto-juvenil Nati Cortez na UBE.
Encontro voltado para o Rio Grande do Norte, também se preocupa com as questões universais: abre com uma palestra sobre o grande escritor Gabriel Garcia Marques, pela professora Selma Calazans da UFRJ, passa por outro também grande escritor da língua espanhola o argentino Júlio Cortazar, pela professora Valdenides Dias(UFRN-Campus de Currais Novos) e termina com um grande poeta da língua portuguesa Fernando Pessoa, pelo professor e poeta português Carlos Morais dos Santos. No plano local discute a obra de Cascudo e a sua universalidade, discute a literatura infantil (uma das debatedoras foi a finalista do Prêmio Jabuti – Salizete Freire), as leis de incentivos fiscais, a literatura de Bartolomeu Correia de Melo e os planos das leituras literárias nas redes estadual e municipal (participam três secretárias de educação RN, Natal e Parnamirim) encerrando com chave de ouro com o violonista clássico Alexandre Atmarama que executará um repertório de alto nível).


Programação


DATA: 29,30 e 31 de Outubro de 2012
LOCAL: Academia Norte-Rio-Grandense de Letras – ANL
Rua Mibipu, 443 –Petrópolis – Natal/RN
HORA: segunda (Abertura) às 18h com lançamento do livro Presença da Mulher na Literatura Potiguar
19h Sessão Solene


Terça-feira: 09h às 20h


Quarta-feira:09h às 20h


INSCRIÇÕES: Professores e alunos no Serviço de Supervisão Pedagógica da escola; escritores e público em geral na sede da Academia, no turno vespertino (terça, quinta e sexta-feira) com o senhor Francisco Martins, até 16 de outubro de 2012.

Outras informações: através do e-mail: eagosson@gmail.com
Organização: União Brasileira de Escritores – UBE/RN
site: www.ubern.org.br
Blog: blogubern.blogspot.com.br


V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES – V EPE
29 a 31.10.2012


PROGRAMAÇÃO OFICIAL


Segunda-feira, 29.10.2012:
18h – Lançamento da Antologia Presença da Mulher na Literatura do Rio Grande do Norte
Organizada por Zelma Furtado e Kacianni Ferreira.


19h – Abertura Solene
(Eduardo Gosson- Presidente da UBE/RN)


.homenagem ao Escritor Otto de Brito Guerra - Centenário com a entrega do Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN (in memoriam).
. homenagem à Escritora de livros infantis Nati Cortez - 98 anos com a entrega do Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN ( in memoriam) e da Resolução nº 02/2012.


.homenagem ao Escritor José Bartolomeu Correia de Melo com a entrega entrega do Diploma de Sócio Honorário (in memoriam)
. homenagem ao grupo de teatro Clowns de Shakspeare pelos relevantes serviços prestados à cultura com a entrega de uma Placa.


20h30 – Mestiçagem étnica e cultural da América Latina em Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez. Tributo de homenagem
(Profª Selma Calasans Rodrigues – UFRJ)


Terça-feira, 30.10.2012:
09h – A obra de Cascudo e sua Dimensão Universal
(Procuradora Anna Maria Cascudo Barreto, Prof. Diógenes da Cunha Lima e o Escritor André Salles)
Moderadora: Daliana Cascudo (LUDOVICUS)


10h30- Literatura Infantil Potiguar: Realidade e Perspectivas
(Flauzineide Moura Machado, Juliano Freire de Souza e Salizete Freire Soares)
Moderador: Prof.José de Castro (UBE/RN)


15h- A Escritura de Bartolomeu Correia de Melo no Contexto Potiguar
(Prof. Tarcísio Gurgel, Escritor Nelson Patriota e Escritor Manoel Onofre Jr)
Moderador: Escritor Lívio Alves de Oliveira


16h30 – A Literatura de Julio Cortázar
(Profª Valdenides Dias)


18h – lançamentos e relançamentos:
– livros do Plano Editorial da UBE/RN 2012 (relançamentos)
– lançamentos de autores potiguares
– lançamento do livro Carta ao Presidente do escritor e jornalista Carlos Souza (UBE-BA)


-Sarau com o grupo Poesia Potiguar & Cia (Currais Novos-RN)


Quarta-feira, 31.10.2012
9h – Leis de incentivos fiscais Djalma Maranhão (municipal) x Câmara Cascudo (estadual): recentes alterações
Advogada Camila Cascudo Barreto Maurício (Presidente da FUNCARTE) e Profª Isaura Rosado Maia (Sec.de Cultura/FJA)
Moderador: Francisco Alves Sobrinho (UBE/RN)


10h30 – 1º Fórum Potiguar do Livro e da Leitura:
(Os Planos Estadual e Municipal de Promoção da Leitura Literária nas Escolas Públicas)
(Profª Vandilma Oliveira (SEMEC), Profª Betania Ramalho(SEEC) e Prof. Walter Fonseca(SME)
Moderador: Prof ª Claudia Santa Rosa (IDE)


15h – Centenário do Escritor Otto de Brito Guerra
(Prof. Marcos Guerra)


16h30 – Misticismo e Esoterismo em Fernando Pessoa
(Prof. Carlos Morais dos Santos – Portugal)


18h – Concerto para violão
(Prof. Alexandre Atmarama – EMUFRN)
.Bachianas (Heitor Vila Lobos)
Brasileirinho
Hino Nacional

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

DOR INCOMUNICÁVEL Públio José – jornalista (publiojose@gmail.com)


A dor, principalmente a interior, aquela que fere a alma e dilacera o espírito, atinge as pessoas de todas as classes sociais, em qualquer tempo, em qualquer lugar. Dela ninguém escapa. Independentemente da posição social que ocupe, do poder aquisitivo alcançado, bem como do poderio político conquistado. A dor maltrata, subjuga, humilha, fragiliza qualquer um. É uma companheira indesejável no contexto de nossa existência. E, por maior que seja o esforço para não tê-la diante de si, ela está sempre presente, senhora absoluta do tempo, pairando soberana sobre os rumos da vida. Qualquer que seja a direção, ela está lá, planando sobre os fatos, feito carcará voando sobre a presa. Ricos e pobres a rejeitam; doutos e analfabetos tentam de todas as formas desviar-se dela; na cidade, no campo, a todo custo, todos querem se ver livres de sua companhia. Você, você mesmo, o que faria para se livrar da dor?

Não é preciso ser doutor no assunto para saber que existem vários tipos de dor. A dor física resultante de um acidente, de uma trombada com um obstáculo qualquer. A dor da decepção de outrem, de alguém próximo, de um amigo bem chegado, de um familiar.... Todas machucam bastante. Mas a dor mais dolorosa, mais intensa é aquela cujo autor é você – contra você mesmo. É uma ocorrência incomunicável pela sua própria natureza. Porque, para anunciá-la, você terá de se desnudar diante de alguém, expondo suas fraquezas e abrindo espaços interiores a outras pessoas. Espaços para os quais, até então, você só dava acesso a você mesmo. A mágoa de você contra você mesmo é incomunicável – pela sua própria essência. É essa qualidade, portanto, que faz dela uma experiência única e extremamente dolorosa.

Se a dor incomunicável é contada a alguém fere; se continua intocada no interior fere mais ainda, pelo peso, pela amargura e pelas conseqüências que começa a gerar – inexoravelmente. Quem carrega tal fardo (e quem não tem um para carregar?) enfrenta problemas terríveis, difíceis até de admitir a si próprio. Primeiramente, as culpas interiores lhe obrigam a se colocar na posição de acusador e réu ao mesmo tempo. Quando outros lhe acusam as saídas existem: um pedido formal de desculpas, o perdão, a retratação. Mas quando você ocupa o tribunal de sua mente na qualidade de promotor e culpado, qual a saída? Para quem apelar? Em segundo lugar, a dor incomunicável destrói a sua qualidade de vida. A tristeza, a amargura, a solidão passam a ser companheiras inseparáveis de sua existência.

O convívio com os outros torna-se uma experiência difícil de suportar. A alegria de terceiros machuca, dói. Sem perceber você fenece, murcha. O tempo passa, a vida desfila diante de você, mas nada mais lhe interessa. Às vezes você até se indaga: haverá uma saída? Terei chance algum dia de arrancar essa chaga de dentro de mim? Afinal, o que fazer? A partir de um determinado momento, tornando seu sofrimento ainda mais introspectivo, a dor incomunicável passa a lhe sugerir um desejo de morte. O suicídio, então, passa a ser considerado. O fascínio por uma solução final toma conta de sua mente. E agora, a quem se dirigir? Eis o dilema maior. Quem me ouvirá? Quem terá compaixão de mim? Quem entenderá meus motivos, minhas razões?

Num momento assim quanto você pagaria para encontrar a paz? Para voltar a viver e restabelecer seu equilíbrio interior? Entre os homens será muito difícil ter prontas as respostas que você tanto busca e a paz que você tanto almeja. Para um problema assim, só um interlocutor de primeira linha. Pronto a lhe ouvir – e com poder para lhe aliviar. Seu nome? Jesus. Jesus Cristo – o Filho de Deus. Afinal, foi Ele mesmo quem nos garantiu, segundo Mt. 11.28: “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei”. É lamentável, mas as pessoas normalmente esquecem da existência de Jesus e da capacidade extraordinária que Ele tem de propor soluções. De retirar de seus ombros a cruz que você carrega e de sarar a chaga que tanto lhe corrói a alma e o espírito. Para tanto, basta conversar com Ele. E, assim, suplantar a dor e torná-la inapta a infernizar sua vida. Pense. Só uma boa conversa basta. Só.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Parabenizo novamente Angicos, desta vez por estas mulheres que ajudam a fazer a história dessa renomada cidade


Hino do município de Angicos

Letra: Rita Rodrigues Palhares
Melodia: William Koppen de Oliveira

Salve Angicos cidade pioneira
Cujos nomes de heróis se proclamou
O teu solo regado com o sangue
Dos teus filhos que aqui os procriou
Exaltando também seu fundador

Angicanos predestinados (2x)
Coração e alma varonil
Conquistastes a glória
Cantarás vitória
Sempre de pé pelo Brasil

Angicanos soldados centro norte
Artilheiros cidade cidadãos
Para nós o teu nome
É uma bandeira
A bandeira da nossa redenção
Deus bem quis que marcada tu ficaste
Grandes nomes ilustres no Brasil
Caminhai e cantai com alegria
Os teus filhos que aqui te consagrou
Juventude forte e varonil

Angicanos predestinados (2x)
Coração e alma varonil
Conquistastes a glória
Cantarás vitória
Sempre de pé pelo Brasil

Agricultores, operários e doutores
Batalharam com coragem e amor
Nós queremos neste dia exaltar
Todos eles que lutaram com fervor

Angicanos predestinados (2x)
Coração e alma varonil
Conquistastes a glória
Cantarás vitória
Sempre de pé pelo o Brasil.

Brasil!

Rita Palhares - Autora do Hino de Angicos

Tathianni é sobrinha de Rita Palhares, comprovando que ser poeta também é hereditário...

Conscientização e Ação em prol do Planeta...

Uma sociedade consciente,
É que estamos a precisar,
A humanidade e sua ganância,
Com o mundo vai acabar.

Destroem nossas riquezas,
Matam nossos animais,
Poluem o meio ambiente,
Feito seres irracionais.

Este grave problema,
Merece toda nossa atenção,
O nosso planeta azul,
Clama por conscientização.

O que causamos à natureza,
Para nós, retorna em dobro,
Todos os seres vivos,
Pagam pelo desaforo.

Os problemas do planeta,
Ferozmente, estão nos atingindo,
Tsunamis, terremotos, furacões,
Os homens estão extinguindo.

O consumo desenfreado,
Urgente deve acabar,
A existência de tudo é vivo,
Desta ação está a precisar.

Criar uma nova rotina,
Pode muito ajudar,
A necessidade é urgente:
Reduzir, reutilizar, reciclar.

Estes conceitos fundamentais,
Devem nossas vidas nortear,
Serem absorvidos, praticados, divulgados,
Vislumbrando a biodiversidade preservar.

Conscientização e ação.
Nós devemos adotar,
Em nosso planeta,
Nossos semelhantes educar.

Tathianni Cândida Azevedo da Silva
2008


Renovação
Bianca Morelles


O chuvisco molha o chão
Depois vem o sol ardente
Esquenta a terra molhada
Faz eclodir a semente
A semente vira flor
Da flor vem a fruta linda
Da fruta a semente sai
A vida nunca termina
Mas se não fosse a chuva
Nada disto existiria
Não tinha vida na terra
Não tinha tanta alegria.

 Bianca decanta sua vivência, sua saudade, ela nasceu e cresceu no sítio Riacho do Meio, município de Santana do Matos RN, atualmente mora em Angicos. 
Maria de Fátima do Nascimento da Silva, nasceu ecresceu na Fazenda São Miguel, radicada em Angicos.

Ciberpoema

Tempo de Advento
Tempo novo...
Devemos nos preparar.

Formatar nosso coração
É algo essencial...
Para que nele o amor possa
Sempre estar.

Instale novos programas
Paz
Justiça,
Solidariedade...
Para que nossas ações
Possam se fortalecer, fortificar.

Delete todas as impurezas:
Mágoa,
Ódio,
Inveja,
Tudo de ruim
Que nele possa se manifestar.

Não esqueça o Antivírus
Para que nele o mal,
Às coisas boas não possam
Mais estragar.

Mais sobre Fatuca? Venha aqui:

BANNERES DE ACERVO DO PROJETO
Difusão da Literatura Feminina Potiguar

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Parabéns Angicos! Hoje completas 76 anos de Emancipação Política.

 Altar de São José

 Residências em frente à Praça Capitão José da Penha

 Lateral do Mercado Público

 O Cristo Redentor

 Marco do Século XX

O famoso Pico do Cabugi

 Vista noturna da Igreja de São José


 Vista parcial tirada na lateral da Igreja de São José

 O "Coreto" da Praça J. da Penha

 Aninha, minha neta, Aninha de Maria, e João, meu neto
 (brincando na praça, há seis anos atrás)


Outra parte do coreto

Vista lateral da Igreja de São José

Antiga "Estação do Trem", hoje "Casa da Cultura"

As fotos foram capturadas por mim em minha última viagem à Angicos

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Marcada a presença do Dr. Ricardo Bezerra - Presidente da União Brasileira de Escritores - UBE da Paraiba no V EPE





DR. RICARDO BEZERRA
PRESIDENTE DA UBE-PB

Prezados amigos,
Venho comunicar que nos dias 29 a 31 de outubro do corrente ano estarei na Cidade de Natal para participar o V Encontro Potiguar de Escritores onde estarei representando o INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO PARAIBANO, onde ocupo a Cadeira 50 que tem como Patrono José Américo de Almeida, e a ALANE-PB (ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DO NORDESTE), onde ocupo a Cadeira 18 que tem como Patrono Monsenhor Vieira. Espero poder encontrar os amigos por esta caminhada da cultura potiguar.

www.ricardobezerra.com.br
Ricardo Bezerra OAB/PB 5001            

Instituto Histórico e Geográfico Paraibano - Cadeira 50
Academia Paraibana de Poesia - Cadeira 01
Academia de Letras e Artes do Nordeste -Cadeira 18
Instituto Paraibano de Genealogia e Heráldica - Cadeira 06

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Nota sobre o resultado do Concurso da ALACE

Recebido e compartilhado com todos os leitores:

"O que seria deste mundo se não fosse a colaboração do ser humano para a realização dos projetos. O entendimento das desculpas dos indivíduos/ instituições, por algo não realizado gerado por imprevistos!


Eis porque, confiantementes, estamos nos dirigindo, mais uma vez, aos ilustres participantes do II CONCURSO NACIONAL ALACE VALORIZA A CULTURA, para falarmos sobre o resultado do mencionado certame.


A greve dos Correios e Telégrafos nos impuseram várias consequencias, dentre elas o retardamento do julgamento dos trabalhos e, consequentemente, a divulgação dos resultados. Contudo, no próximo dia 24, estaremos levando ao conhecimento do público, através do Site da ALACE, o nome dos vencedores, os quais esperamos encontrá-los durante a solenidade e abraçá-los fraternalmente.


A entrega dos troféus, medalhas, o jornal O Alaceano, além de livros de autoria dos membros da nossa Academia, será realizada no dia 10 de novembro de 2012, às 19h, em sua sede provisória - Palácio da Luz, Rua do Rosário, nº 1 – Centro, Fortaleza-CE."


Fortaleza, 22 de outubro de 2012


Maria do Socorro Cavalcanti
 Coordenadora do Concurso

Veja também aqui:
http://academia-alace.blogspot.com.br/search/label/Concursos

http://academia-alace.blogspot.com.br/search/label/Interc%C3%A2mbio

http://academia-alace.blogspot.com.br/search/label/Concursos

XIII CESTA CULTURAL COM A SPVA/RN - DIA 26 OUT 2012 (sexta-feira)


POESIA E MÚSICA COM ARTISTAS POTIGUARES

 


NÃO PERCAM A NOSSA XIII CESTA CULTURAL COM A SPVA\RN,


DIA 26 OUT 2012 (sexta-feira)


LOCAL - IFRN (CAMPUS AVANÇADO DA CIDADE ALTA)
Avenida Rio Branco
HORA - 19 HORAS



CONTATOS
 (84) 9676-8086  - 8769-6307        

Saiba mais sobre a Sociedade dos Poetas Vivos e Afins

Em meu passeio de hoje por bons espaços que existem na internet me deliciei no cantinho "http//vozespoticadacaatinga.blogspot.com", espaço da poetisa Fátima Alves. Convido-os (as) a virem comigo:

 Sintam...
Que coisa linda"
"Entre flores nascem espinhos'
Ou seria?
Entre espinhos nascem flores?
É a natureza, surpreendendo e encantando.

Acho que esta foto obra de arte, é de Fátima, é bem seu estilo, linda!

Fátima Alves

Quando eu contava estrelas


Às vezes lembro-me ternamente
Do tempo em que a gente contava estrelas
Contávamos mesmo! De verdade!
E quanta pureza!
Havia naquele ato de criança
Penso que cada estrela ...
Era uma gota de amor a nos alimentar
E nós as contávamos quase todos os dias
Sempre envolvidas, pelos laços afetivos familiares
Nesses momentos, papai e mamãe
Costumavam sentar no batente da porta
Ou na calçada pra prosear
E também ouvir um velho rádio
Aí, ficávamos bem pertinho deles
E enquanto os escutávamos
As estrelas com sua magia nos seduziam
E logo começávamos a contá-las
Como também,
Procurar agrupamentos das mesmas
Que se assemelhassem
Com animais, plantas, objetos e outras coisas
Do nosso pequeno mundo
E nossa mãe, que gostava de contar histórias
Nos dizia que contar estrelas fazia mal
E a gente ia ficar cheinhos de verrugas
Uma crendice do nosso povo
E assim, quando chegavam as verrugas
Pensávamos logo no que mamãe dizia
Mas, sempre haviam outras crendices
Que conseguíamos fazer
Pra acabar as tais verrugas...
Passar casca de banana
Passar cuspe em jejum
Passar leite de algumas plantas
Beber água em jejum falar o nome de Maria
E outros meios
Bem!
 O fato é que as verrugas iam embora
E novamente lá estávamos nós
Em lindas noites do campo
Aconchegados no seio familiar
A contar as reluzentes estrelas
Que pareciam nos chamar
Pra cantar e brincar de rodas
Junto a elas, lá naquele céu...
E quando no terreiro de nossa casa
As crianças da vizinhança se juntavam
Em noites de lua clara
Deixávamos nossos pais a prosear
E presenteávamos nossas estrelas
Com as mais lindas brincadeiras
E cantigas de rodas
Nesses instantes!!!
Pela força da magia
O céu baixava sobre nós
E seu manto bordado de estrelas
Colocava em nossa inocente alma
Uma singela gota de amor

Fátima Alves /18.04.2009

Quer ver maravilhas?
Venha aqui:

domingo, 21 de outubro de 2012

V Encontro Potiguar de Escritores - Eis seu convite


http://blogubern.blogspot.com.br/2012/10/lancamentos-e-relancamentos-de-livros.html
http://www.versosediversos.blogspot.com.br/
 
Parabenizo a todos os envolvidos no V Encontro de Escritores, mas um PARABÉNS especial para o Presidente Eduardo Gosson e para a Diretora de Divulgação, Lúcia Helena Pereira.

sábado, 20 de outubro de 2012

V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES - V EPE

Segunda-feira, 29.10.2012:
18h – Lançamento da Antologia Presença da Mulher na Literatura do Rio Grande do Norte Organizada por Zelma Furtado e Kacianni Ferreira.
19h – Abertura Solene
(Eduardo Gosson- Presidente da UBE/RN)
homenagem ao Escritor Otto de Brito Guerra - Centenário com a entrega do Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN (in memoriam).
homenagem à Escritora de livros infantis Nati Cortez - 98 anos com a entrega do Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN ( in memoriam) e da Resolução nº 02/2012.
homenagem ao Escritor José Bartolomeu Correia de Melo com a entrega do Diploma de Sócio Honorário (in memoriam)
homenagem ao grupo de teatro Clowns de Shakspeare pelos relevantes serviços prestados à cultura com a entrega de uma Placa.
20h30 - Mestiçagem étnica e cultural da América Latina em Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez. Tributo de homenagem
(Profª Selma Calasans Rodrigues - UFRJ)

Terça-feira, 30.10.2012:
09h – A obra de Cascudo e sua Dimensão Universal
(Procuradora Anna Maria Cascudo Barreto, Prof. Diógenes da Cunha Lima e o Escritor André Sales)
Moderadora: Daliana Cascudo (LUDOVICUS)
10h30- Literatura Infantil Potiguar: Realidade e Perspectivas
(Flauzineide Moura Machado, Juliano Freire de Souza e Salizete Freire Soares)
Moderador: Prof.José de Castro (UBE/RN)

15h- A Escritura de Bartolomeu Correia de Melo no Contexto Potiguar
(Prof. Tarcísio Gurgel, Escritor Nelson Patriota e Escritor Manoel Onofre Jr)
Moderador: Escritor Lívio Alves de Oliveira

16h30 - A Literatura de Julio Cortázar
(Profª Valdenides Dias)

18h – lançamentos e relançamentos:
livros do Plano Editorial da UBE/RN 2012 (relançamentos)
lançamentos de autores potiguares
lançamento do livro Carta ao Presidente do escritor e jornalista Carlos Souza (UBE-BA)

Sarau com o grupo Poesia Potiguar & Cia (Currais Novos-RN)

Quarta-feira, 31.10.2012
9h – Leis de incentivos fiscais Djalma Maranhão (municipal) x Câmara Cascudo (estadual): recentes alterações
Advogada Camila Cascudo Barreto Maurício (Presidente da FUNCARTE) e Profª Isaura Rosado Maia (Sec.de Cultura/FJA)
Moderador: Francisco Alves Sobrinho (UBE/RN)
10h30 – 1º Fórum Potiguar do Livro e da Leitura:

(Os Planos Estadual e Municipal de Promoção da Leitura Literária nas Escolas Públicas)
(Profª Vandilma Oliveira (SEMEC), Profª Betania Ramalho(SEEC) e Prof. Walter Fonseca(SME)
Moderador: Prof ª Claudia Santa Rosa (IDE)

15h - Centenário do Escritor Otto de Brito Guerra
(Prof. Marcos Guerra)
16h30 – Misticismo e Esoterismo em Fernando Pessoa
(Prof. Carlos Morais dos Santos - Portugal)
18h - Concerto para violão
(Prof. Alexandre Atmarama - EMUFRN)
Bachianas (Heitor Vila Lobos)
Brasileirinho
Pixinguinha
Hino Nacional Brasileiro

DATA: 29,30 e 31 de Outubro de 2012
HORA: 09h às 18h
LOCAL: Academia Norte-Rio-Grandense de Letras – ANL
Rua Mibipu, 443 –Petrópolis - Natal/RN

INSCRIÇÕES: Professores e alunos no Serviço de Supervisão Pedagógica da escola; escritores e público em geral na sede da Academia, no turno vespertino (terça,quinta e sexta),com o senhor Francisco Martins, até 16 de outubro de 2012.

Outras informações: através do e-mail:

Organização: União Brasileira de Escritores – UBE/RN

O Convite para lançamento da Antologia Presença da Mulher na Literatura do Rio Grande do Norte


A Antologia Presença da Mulher na Literatura do Rio Grande do Norte, organizada pela escritora Zelma Furtado, Presidente da Academia Feminina de Letras do Rio Grande do Norte e Memorial da Mulher e pela escritora Kacciani de Sousa Ferreira, registra textos em prosa e verso de sessenta e cinco autoras contemporâneas, dispostas em ordem alfabética e inclui verbetes biobibliográficos com informações atualizadas sobre cada uma delas.

Foram registrados, também, textos de vinte e três renomados escritores sobre a obra de algumas das nossas autoras, bem como os primeiros artigos veiculados na mídia sobre a Academia Feminina de Letras do RN, que completou doze anos de fundação em 22 de abril do ano em curso.

Esta obra foi viabilizada pelo esforço conjunto das acadêmicas e demais autoras convidadas.

Autoras:

Águeda Zerôncio, Aída Marinho, Aldenita de Sá Leitão, América Rosado, Ana Amélia Fernandes, Ana Heloisa R. Maux, Anchella Monte, Anna Maria Cascudo, Antonieta Bettencourt Dutra, Celina Bezerra, Cláudia Amélia Barros, Cléia Trindade, Cleudia Bezerra Pacheco, Conceição Flores, Conceição Maciel, Dione Caldas, Dione Violeta de Medeiros, Diulinda Garcia, Diva Cunha, Elizabete Rose, Erileide Rocha, Evelin Bezerra, Fenix Seralia Lycurgo, Francisca Freire, Geni Macedo, Geralda Efigênia, Gilda Avelino, Goreth Caldas, Graziela Costa, Haidée Nóbrega Simões, Iracema Macedo, Isaura Amélia Rosado, Ivanilda Costa, Jacira Gondin Safieh, Jane Cortez, Jânia Souza, Kacianni Ferreira, Lêda B. Gurgel de Melo, Lêda Marinho Varela, Lúcia Helena Pereira, Margarida Cavalcante, Maria Campos, Maria Eugênia Montenegro, Maria Isaura Pinheiro, Marlúcia Galvão Brandão, Marize Castro, Nísia Pimentel Torres Galvão, Perpétua Wanderley, Rita Gomes de Oliveira, Rosa Régis, Salésia Dantas, Sheila Maria Ramalho Batista, Socorro Dantas Moura, Socorro Evangelista, Socorro Trindade, Sônia Maria Fernandes Ferreira, Telma Romão, Teresa da Cunha Tahim, Vilmaci Viana, Vitória Costa, Yasmine Lemos, Yvonne Rêgo de Miranda, Zélia Freire, Zelma B. Furtado, Zenóbia Collares.

Crítica Literária & Outros

Altimar Pimentel - Augusto Severo Neto - Diógenes da Cunha Lima - Dorian Gray Caldas - Eduardo Gosson - Enélio Lima Petrovich - Francisco Fausto - Franklin Jorge - Gilberto Avelino - Hanna Yousef Emile Safieh - Jurandyr Navarro - Lourival Bezerra Neto - Luiz Carlos Guimarães - Luís da Câmara Cascudo - Marcelo Lima - Marcio Dantas - Moisés Domingos Sobrinho - Nelson Patriota - Ney Leandro de Castro - Paulo de Tarso C. de Melo - Tarcísio Gurgel - Valério Mesquita - Veríssimo de Melo.



sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Clevane Pessoa de Araújo, uma potiguar radicada em Belo Horizonte - Mulher abençoada que faz por merecer... Compartilho sua mensagem:

"Caros familiares, confrades, confreiras, amigos, amigas:

O carteiro trouxe-me uma encomenda muito valorizada ao meu self : medalha e certificado, do Clube de Trovadores Capixabas -Vitória-ES- pelo conjunto da obra. Senti-me alegre mesmo -e honradíssima.
Comecei a escrever pequena, fui editora Chefe de Voz das Mil, em Itajubá, aos quinze anos/dezesseis anos, escrevo e desenho desde a infância. Aprendi a metrificar brincando com meu avô Luiz Máximo. Fui declamadora, oradora de turma, autora de peças teatrais e shows de folclores. Enfim, sempre estive ligada às Letras e às Artes. Nos Anos de Chumbo, bem nova, além de ser repórter e colunista da Gazeta Comercial de Juiz de Fora-MG, mantive, no suplemento literário da mesma, a página Ribalta Lítero - Artística, que depois chamou-se Carrossel e a seguir, Gente Letras & Artes, desta feita com o jornalista e poeta-trovador Messias da Rocha, ex- preso político, que foi meu primeiro marido e é pai de meu primogênito, Alessandro Pessoa Rocha (Allez pessoa, contrabaixista e desenhista). Com ele, fui co-proprietária do jornal tablóide Urgente, de vanguarda. Fui primeiro lugar de crônica, Troféu Contraponto, por um texto na contramão do tema, pois sempre gostei de fugir ao comum. Todavia, porque os dons eram muito naturais, jamais me envaideci por elogios, eles não me enredavam. Graças à criação que recebi de meus pais, sempre fui segura. Se não gostassem, ok. Se gostassem, melhor ainda. Mais tarde, já separados, resolvi fazer Psicologia, uma de minhas paixões, para melhor ajudar mamãe no entendimento da Síndrome de Down, de meu querido mano Lourival Pessoa da Silva, o nosso Juninho. No segundo enlace, casei-me com o engenheiro Eduardo Lopes da Silva, pai de meu segundo filho, Gabriel Pessoa Leite Lopes, massoterapeuta e fotógrafo - e acompanhei-o a algumas capitais do Norte e Nordeste-além de SAMPA e Belo Horizonte, onde hoje resido.

Já formada em psicologia, com clientela grade e sendo funcionária do ex-INAMPS, era muito ocupada, mas ainda assim, desenhava, pintava, escrevia prosa e versos nas nesgas de tempo livre. Apresentei-me em Congressos de Psicologia, escrevi em revistas científicas, participei de Congressos, sempre com os temas propostos aprovados, às vezes, vários- publicados em anais de congressos. Tudo enredado na minha outra paixão, ensinar.

Ministrava palestras, oficinas, tanto de Literatura ou Arte quanto de Psicologia. A partir dos Anos 60, comecei a participar de antologias, em especial de trovas. Mas foi após aposentar-me, em 1997, que voltei plenamente a escrever e desenhar, principalmente. Logo, ganhava aqui classificações, prêmios ou troféus aqui e no Exterior.
Publiquei 21 e-books, uns dez livros solo, fui co-autora no compêndio Adolescência, Aspectos Clínicos e Psicossociais, organizado por Ronald Pagnocelli e Conceição de Oliveira Costa. Escrevi sobre Homossexualidade na Adolescência e Sexualidade do Adolescente, pela renomada editora ArtMed de Porto Alegre, Rs. Coletivas e mostras solo de arte. Pefácios, orelhas, pósfácios, resenhas. Manutenção de blogs de divulgação cultural, capas, ilustarções. Devo-me ainda livros sobre a Psicologia (prontos...) que exerci intensamente. Por premiação, cooperativismo, convite, faço parte de mais de cem antologias. Pedi a uma adolescente que catalogue tudo, para registro. Tenho acervo no Memorial da Mulher. Trabalho, trabalho, conforme preconiza meu querido amigo Roberto Bianchi, do aBrace-de Montevidéu-Uy, que represento aqui em Belo Horizonte. Algumas Academias, Grupos, Sociedades artíco-literárias. Então, quando recebi o convite de Clério Borges, surpreendi-me a pensar: mereço essa significativa comenda, "pelo talento, pelo conjunto da obra" ? Creio que sim. Jamais copiei algo ou alguém, talvez nem a mim mesma. O processo criativo em mim, apenas flui, talvez por isso, eu não me envaideça jamais com elogios. Mas permito-me um contentamento, e fico penhoradamente grata. Nesse caso, não pude viajar. Não viajo tanto quanto antes. Não houve nenhuma taxa a agar e ainda o Poeta-trovador Clério Borges, que preside o CTC sinalizou na carta enviada: mesmo que não venha, já foi indicada, enviaremos a medalha e o certificado. E cumpriu. Confesso que ao ver as fotos, eu que sou nordestina e amante do mar, desejei o passeio de escuna. Quero estar lá no próximo evento. E aplaudo o envio e a concessão dessa medalha e certificado (in anexo), com tias generosas características. Já me aconteceu de não poder comparecer a alguma solenidade e não receber aquilo a que fora indicada. Coisas de Brasil? Não creio. Apenas hodiernos costumes onde o social-que tem seu valor- sobreposto a uma pretensa homenagem. Fico bastante acanhada quando não posso comparecer, mas nem sempre fazemos o necessário, por impedimentos maiores que nossa vontade. Por isso, resolvi contar esse episódio. Para que seja exemplar a quem convida e outorga-mas desde que as taxas sejam pagas ou que a pessoa possa fazer-se presente. Nada tenho contra festas. Quem me conhece, bem sabe o quanto gosto de confraternizar. Mas os valores têm degraus vários. E a parte paga de um evento, não deveria ser maior que o prazer do encontro.

Aos trovadores e trovadoras capixabas, meus sinceríssimo agradecimento. Meu lado criança dança e aplaude dentro de mim. Continuem assim plausíveis em conjunção com seus convites feitos. Belo exemplo. Grata em especial, ao Presidente Clerio Borges. Um dia os abraçarei pessoalmente.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes.

Nas imagens que compartilho muito feliz, observem o beija flor, arte da medalha (Comenda Excelsa Magnífica Escritora 2012), a mim concedido pelo Clube de Trovadores capixabas-Vitória ES : é a logo do mesmo - concedida pelo presidente Clério José Borges de Sant'Anna e também assinada pelo Secretario Geral do CTC Albércio Nunes Vieira Machado em julho de 2012. Foto de Ciléia Botelho, em minha casa. Compartilho, muito feliz e honrada, penhoradamente.

Clevane Pessoa"

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Membro da REBRA_Rede Brasileira de Escritoras.
Representante do Movimento Cultural aBrace-Brasil;Uruguai
Vice Presidente do Instituto de Imersão Latina-IMEL.
Embaixadora Universal da Paz -Cercle de Ambassadeurs Univ.de la Paix-Genebra, Suiça,
Consultora de Cultura da Associação Mineira de Imprensa-AMI.
Membro da Rede Catitu de Cultura; do virArte, da ONE, da SPVA/RN, da CAPORI, da APPERJ,e do PEN Clube de Itapira.
Colaboradora da ONG Alô Vida. .
Membro Honorário de Mulheres Emergentes
Divulgadora e Pesquisadora do MUNAP_Museu Nacional da Poesia
Dama da Sereníssima Ordem da Lyra de Bronze
Acadêmica da AFEMIL-Academia Feminina de Letras; da ALB/Mariana;
Acadêmica Correspondente da ADL, ANELCARTES, ATRN, AIL, ALTO, da Academia Pre-andina de Artes, Cultura Y Heráldica; Academia Menotti del Picchia

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O "I Sarau Literário Grãos de Areia"aconteceu na E. M. Osmundo Faria em Parnamirim, eis o registro de alguns momentos.


 As escritorasa com a Gestora da Escola e a equipe da Secretaria Municipal

A Professora Adriana trouxe a criança guardada no coração para participar da festa
 O público composto por alunos, familiares e funcionários

 A Escritora Rosineide Silveira recitou o poema autoral "O Idoso"

 A Escritora Alzenir recitou "Por onde anda o poeta? "

 A Escritora Gilda Avelino recitou "Mãe natureza"

 Nesta foto, Vandilma, a Secretária Municipal de Educação de Parnamirim, a Escritora Gilda Avelino, a Escritora Leda Marinho, a Escritora Alzenir, a escritora e Gestoara da Escola Elizabetthe Rose e Flauzineide. 

 Elizabethe Rose, escritora, poetisa, gestora da Escola e museóloga, nesta foto realizando a abertura oficial do Sarau
Leda Marinho recitou "Maria"