domingo, 30 de outubro de 2011

A felicidade de termos o Senhor como nosso pastor - Salmo de Davi - 23, versos 1 a 6. Vamos orar?

1-O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará.
2-Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente às águas tranquilas;
3-Refrigera a minha alma, guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome,
4-Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte não temeria mal algum, porque tu estás comigo, a tua vara e o teu cajado me consolam;
5-Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda;
6-Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias de minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

sábado, 29 de outubro de 2011

Vamos conhecer um pouquinho de nossa querida cidade de Angicos? essas fotos foram tiradas em nossa última visita a essa cidade maravilhosa em 2010.


Residência do jovem escritor Modesto Batista.

 Casa da Cultura Popular.

 O Pico do Cabuji - Angicos/RN

Um marco da cidade, o "Cristo Redentor"

Vista de parte da praça com uma lateral da igreja de São José dos Angicos.

Interior da igreja de São José.

O coreto da Praça Capitão José da Penha.

 
Lateral do mercado público.

**********

Mais sobre Angicos? Venha aqui:
http://curtindoumpouquinhodepoesia.blogspot.com/
http://angicosemfoco.blogspot.com/
http://www.aclecivam.com.br/

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O louvor é uma oração. Feliz ou em momentos difíceis devemos sempre louvar, as portas dos céus estão sempre aberta para receber nossas orações. Vamos orar?

Vem Encher-Me

Eyshila
Composição: Renan Constancio


Vem encher-me
Oh, Espírito de Deus
Ministrar à minha vida, teu querer
Já sinto o Teu mover
Tua graça, Teu poder
O fluir da Tua presença em meu viver


Espírito Santo
Vem encher-me
Com Tua presença
Saciar meu ser
Nas Tuas asas vou voar
Nos Teus rios mergulhar (Mergulhar)
Vem encher-me
Até transbordar
Vem encher-me,


Oh, Espírito de Deus
Ministrar à minha vida, teu querer
Renova meu coração
Consolador
Com Tua unção

É manifesta a alegria da comunhão


Espírito Santo
Vem encher-me
Com Tua presença
Saciar meu ser
Nas Tuas asas vou voar
Nos Teus rios mergulhar (Mergulhar)
Vem encher-me
Até transbordar.
 

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Aproveitando as comemorações de aniversários de emancipação política de cidades onde convivi, resolvi fazer uma visitinha a cada uma, e acalmar um pouquinho as saudades, vamos comigo? Iniciando por Areia Branca, minha cidade de origem, olhem que coisa mais linda, parece um paraiso...

 Escolhi a praia de Upanema, a mais próxima do centro da cidade, adoro!!!

Parte da família reunida em barzinho à beira mar eles servem todos os tipos de peixes e crustaceos, nós aguardávamos o almoço... 
(faltando alguns que estavam em outros locais, hoje falta Alderí, meu esposo que foi para Deus)

 Ponto à beira: Encontros noturnos com amigos. Ali reunem-se pessoas de todas as idades. É maravilhoso!

 Locais de encontros... Super  movimentado por crianças, jovens, adultos e todos que gostam de conversar.

 Meus filhos, genros e netos apreciando os prazeres de caminhar na minha prainha
(Ô saudade...)

 Barco em dia da "Festa de NossaSenhora dos Navegantes
  


********

Mais sobre Areia Branca? venha aqui;
http://costabrancanews.blogspot.com
/http://www.dmarcelo.blogspot.com/
http://www.paroquiaareiabranca.blogspot.com/
http://eueareiabranca.zip.net/

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

A poesia da professora Fatuca para compartilhar com o mundo, no dia da emancipação política de Angicos.


Mais sobre Fatuca, venha aqui no "Cantinho de poesia" http://curtindoumpouquinhodepoesia.blogspot.com/

Mais poesia de Angicos para comemorarmos sua emancipação política. Com vocês,Tathianny Azevedo e sua poesia.

Tathianny Cândida Azevedo da Silva
Prêmio: 1º Talento Literário do RN – Poesia
Seminário de Apresentação da 3º CNIJMA
8ª - DIRED – Angicos- RN

Conscientização e Ação em prol do Planeta...

Uma sociedade consciente,
É que estamos a precisar,
A humanidade e sua ganância,
Com o mundo vai acabar.

Destroem nossas riquezas,
Matam nossos animais,
Poluem o meio ambiente,
Feito seres irracionais.

Este grave problema,
Merece toda nossa atenção,
O nosso planeta azul,
Clama por conscientização.

O que causamos à natureza,
Para nós, retorna em dobro,
Todos os seres vivos,
Pagam pelo desaforo.

Os problemas do planeta,
Ferozmente, estão nos atingindo,
Tsunamis, terremotos, furacões,
Os homens estão extinguindo.

O consumo desenfreado,
Urgente deve acabar,
A existência de tudo é vivo,
Desta ação está a precisar.

Criar uma nova rotina,
Pode muito ajudar,
A necessidade é urgente:
Reduzir, reutilizar, reciclar.

Estes conceitos fundamentais,
Devem nossas vidas nortear,
Serem absorvidos, praticados, divulgados,
Vislumbrando a biodiversidade preservar.

Conscientização e ação.
Nós devemos adotar,
Em nosso planeta,
Nossos semelhantes educar.

Tathianni Cândida Azevedo da Silva

Conheça um pouco da literatura de Angicos, a poetisa Bianca Meirelles e sua poesia.


Bianca Morelles da Cunha, nasceu e cresceu no sítio Riacho do Meio, município de Santana do Matos RN, é radicada em Angicos há vários anos. É filha de Manoel Barros da Cunha e Francisca Leda de Macedo. Têm duas irmãs, Tula e Linete e uma sobrinha querida, a Andréa. É casada com José Arnaud da Cunha. Cursou o Ensino Médio, gosta da natureza, em especial de gatos. Gosta também de assistir filmes, ler e escrever versos, tem um livro prontinho para ser editado. É muito alegre, criativa e participativa, Bianca é portanto uma poetisa muito feliz.

Meu amor por Angicos é uma história de 45 anos, é desde de o ano de 1966 quando lá cheguei ainda uma adolescente. Parabéns Angicos por sua gente maravilhosa!



Muito Amor no coração
Flauzineide

Angicos
Aqui cheguei sentindo ainda
O gosto do sal da minha doce terra,
Meu corpo bronzeado
Pelo sol da minha prainha,
Uma saudade imensa
Do luar das minhas areias brancas
Assim cheguei em Angicos,
Junto vieram as lágrimas
De saudade do que havia
Deixado para trás
O Educandário São Tarcisio
Minha escola querida
Que foi substituída pelo
Grupo Escolar Professor Francisco Veras
As amizades de lá
Que se somaram
Às amizades de cá.
O inesquecível por do sol
Refletindo nas águas do meu mar
E todo aquele visual
Que uma praieira bem conhece.
No inicio foi bem difícil
Mas os adolescentes de Angicos,
Aqueles dos anos 60
Receberam-me
Com um grande
E afetuoso abraço
Com um calor
Mais que humano
E com a convivência
Do dia-a-dia
Aprendi a amar Angicos
Que já invadia meu coração
Substitui os banhos de praia
Pelos banhos no “açude velho”
Os mergulhos nas ondas
Pela cachoeirinha da loca de “Mãe Donça”
Não subi mais os morros das areias brancas
Mas conquistei outras alturas
Escalando as pedras que encontrei pelo caminho
A pracinha
Ah! A pracinha daqui
Também era perto da igreja
Tudo isso somado
As grandes amizades aqui construídas
Fizeram de mim uma angicana quase nata,
Aqui fui adotada por Angicos
Que invadiu também minha alma
Em mim se entranhou
E fez de mim
Uma filha devotada
“A padroeira de Angicos”
(assim fui chamada por uma alma do bem que mora em Assu)
Incapaz de negar
Qualquer beneficência
A nem um ser
Desse amado chão alicerçado por pedras preciosas
Pessoas do bem.
É! Angicos, eu falo bem de ti,
Em todo e qualquer lugar
E faço o que posso
Para te ver bem
Como se todo o descrito acima fosse pouco
Casei-me com um filho teu
E fizemos surgir uma nova, linda e abençoada família
Moura Machado
Que perpetuará o amor a essas duas terras queridas
Areia Branca as águas
Angicos as pedras
Eis aqui o resultado:
“Água mole em pedra dura”
E muito amor nos corações

PARABÉNS para minha querida terra mãe adotiva cidade de Angicos, que hoje comemora 75 anos de emancipação política. E para festejar eu começo cantando o "Hino de Angicos" cuja letra é da poetisa angicana, Rita Rodrigues Palhares e a melodia de William Koppen de Oliveira.

Hino do município de Angicos

Letra: Rita Rodrigues Palhares
Melodia: William Koppen de Oliveira
Interprete: Aparecida Oliveira

Salve Angicos cidade pioneira
Cujos nomes de heróis se proclamou
O teu solo regado com o sangue
Dos teus filhos que aqui os procriou
Exaltando também seu fundador


Angicanos predestinados (2x)
Coração e alma varonil
Conquistaste a glória
Cantarás vitória
Sempre de pé pelo Brasil


Angicanos soldados centro norte
Artilheiros cidade cidadãos
Para nós o teu nome
É uma bandeira
A bandeira da nossa redenção


Deus bem quis que marcada tu ficaste
Grandes nomes ilustres no Brasil
Caminhai e cantai com alegria
Os teus filhos que aqui te consagrou
Juventude forte e varonil


Angicanos predestinados (2x)
Coração e alma varonil
Conquistaste a glória
Cantarás vitória
Sempre de pé pelo Brasil


Agricultores, operários e doutores
Batalharam com coragem e amor
Nós queremos neste dia exaltar
Todos eles que lutaram com fervor


Angicanos predestinados (2x)
Coração e alma varonil
Conquistaste a glória
Cantarás vitória
Sempre de pé pelo o Brasil.


Brasil!

Está também comemorando e homenageando Angicos o blog:
http://curtindoumpouquinhodepoesia.blogspot.com/





sábado, 22 de outubro de 2011

Para comemorar o aniversário de emancipação política do município de Areia Branca, inclui esse texto de Maria Antonia Bezerra da Silva onde ela ressalta tantos nomes que compõem a história da literatura de Areia Branca,cada um deles conta suas histórias, os estilos são os mais variados possíveis. .

Ao Poeta e a Poesia de Areia Branca/RN
Por: Maria Antonia Bezerra da Silva


Após a euforia carnavalesca, fevereiro se despede, e março vem chegando de mansinho, feito aurora despertando a poesia do amanhecer da vida. Março, não só um dia dedicado a poesia, mas o mês todo deveria ser uma homenagem. Simbólica e vivenciada, justiça seja feita.


Em março, 14 precisamente, é o dia que se homenageia a poesia devido ao ilustre Castro Alves e sua brilhante atuação poética, cuja data é de seu aniversário. Então me detenho a ver esse momento para reforçar a difusão da poesia na vida das pessoas principalmente no ambiente escolar. Há dez anos idos, não somente a semana da literatura (18 de abril – dia nacional do livro infantil) disponho-me a desenvolver oficinas com saraus poéticos, lançamentos ou qualquer movimento que possa vir a contribuir com a propagação da leitura, da produção e na formação de novos leitores, seja na escola ou na comunidade por onde passo.


E, ao falar em poesia, em março, em literatura, me reporto ao lugar onde, firmei laços e passei o maior tempo de minha existência, lugar esse que me inspira, me devolve sonhos e o sentido de viver e me projetar no presente e no futuro. Falo de “Areia Branca” lugar lindo e acolhedor, de gente hospitaleira e principalmente cheia de poetas. Poetas de todas as idades, credos, estilos e que não esqueço, fruto das pesquisas que realizei junto aos ex-alunos da querida escola Professora Geralda Cruz, e também nas oficinas realizadas quando funcionária do ENSN ( Educandário N. S. dos Navegantes). Ao conviver com as palavras, ler algumas obras preciosas, do pequeno acervo areia-branquense presto minha singela homenagem aos nomes que não podem ser esquecidos, e que devem estar fazendo parte da história cultural do município como referencia literária. Se deixar de citar algum, queiram perdoar, mas todos sem exceção são elementos fundamentais para minha profunda admiração, alguns que nem cheguei a conhecer pessoalmente, deixo meu caloroso apreço. São eles: Francisco Souto Sobrinho (Crônicas escolhidas); Anamélia Dantas (Gente Nossa); Bianca Felipe; Luiz Fausto (Minhas memórias de Areia Branca) ; Maria do Socorro Fernandes; Flauzineide Moura Machado; Narcízio Rebouças; Severino Rebouças; Emerson; Francisco Fausto de Souza; Gabriel Phelipe; Maria Antonia Silva (CEES Laúva – 15 anos); José Jaime Rolim; Raimundo Marques; Valdo Oliveira (Reaprendendo a Brincar); Anchieta Rolim (Agonia); Deífilo Gurgel; Máximo Rebouças; Wilson Dantas; Aristides Siqueira; Raul da Barra; Rogério Edmundo; Vanessa Seixas; Rodrigues Neto; José Nicodemos de Souza; Antonio Silvério; Walkirio Edimundo de Souza; Professor Ferreira; Zé Careca; Manoel de Oliveira Rocha ( In Memorian) Aristides Siqueira, e tantos outros, dignos de nossa gratidão e homenagem. E que assim possamos divulgar nomes a fim de que nasçam idéias, projetos para que obras e autores sejam apresentados ao público, às nossas crianças em um processo de crescimento cultural de um povo. Grandes nomes estão ficando esquecidos no tempo e no espaço. Poeticamente falando, escrevo pensando nas obras que leio, nas pessoas que me deram referencias desde criança, sejam os escritos líricos, ou literatura de cordel, ou simplesmente, escritos do cotidiano que me chegavam através do rádio, como crônicas ou coisa do tipo. Sou grata e louvo a coragem de quem se assume “poeta”. A poesia vive dentro da gente, mas o poeta já nasce feito, alguns externam, outros não. Parabéns a esses seres que conseguiram e conseguem fazer da vida, uma eterna fonte de alegria, juntando palavras brincado com a fantasia. Minha homenagem de coração ao “dia da poesia – 14 de março”.




Por: Maria Antonia Bezerra da Silva

Areia Branca festeja 84 anos de emancipação política, eu comemoro aqui de longe com saudades. Parabéns à minha amada terra.

És Meu Cantar


Por mais que busque
Viver o presente
São fortes as lembranças
Do meu lugar.
Meu passado,
Minha praia,
Minha infância,
Minha gente,
Minha mente vibra feliz a recordar.
São fortes as lembranças
Do meu mar,
De minha terra querida,
Do sal do meu lugar,
Do sol da minha praia,
Das noites de luar.
Por mais que busque
O presente,
É na lembrança
Que acalento
A saudade
De minha terra querida,
Areia Branca, tu és meu cantar!

Flauzineide de Moura Machado
Natural de Areia Branca/RN


Clic nas fotos e saiba mais sobre Areia Branca...





Parabéns à Areia Branca pelo aniversário de comemoração de emancipação política e pelo salvamento da baleia que estava acalhada havia 3 dias, foi lindo! Foi emocionante!

Letra: José Nicodemus de Souza
Melodia: José Nicodemus de Souza


Junto ao mar, entre os raios alegres,
Deste sol de beleza invulgar
Tu nasceste ó terra querida,
Sobre areias da cor do luar,r


II


Pequenina, no entanto, a grandeza,
Do Estado, altaneira, constróis,
Com o sal do teu mar generoso,
No teu solo que é berço de heróis,


III


És o berço de audazes marujos,
Cuja audácia é um cruzeiro de luz,
A luzir sobre os mares gigantes,
Onde a virgem o barco conduz.


IV


As salinas luzentes paisagens,
Imaginam em telas de sol...
São as vigas de nossa pujança,
Sustentando da história do farol.

V


O porto-ilha a brilhar, sobranceiro,
Como estrela caída no mar...
O teu nome eleva e propala,
Noutras terras, feliz, a cantar.


CORO


Areia Branca, terra amada,
Terra do sol, terra do sal,
És a sereia majestosa,
Rindo esmeralda ao litoral.
**************

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Eclesiastes capítulo 3 versículos 1 a 22. Vamos refletir na palavra de Deus? Essa é muito sábia...

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.
Que proveito tem o trabalhador naquilo em que trabalha?
Tenho visto o trabalho que Deus deu aos filhos dos homens, para com ele os exercitar.
Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim.
Já tenho entendido que não há coisa melhor para eles do que alegrar-se e fazer bem na sua vida;
E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus.
Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante dele.
O que é, já foi; e o que há de ser, também já foi; e Deus pede conta do que passou.
Vi mais debaixo do sol que no lugar do juízo havia impiedade, e no lugar da justiça havia iniqüidade.
Eu disse no meu coração: Deus julgará o justo e o ímpio; porque há um tempo para todo o propósito e para toda a obra.
Disse eu no meu coração, quanto a condição dos filhos dos homens, que Deus os provaria, para que assim pudessem ver que são em si mesmos como os animais.
Porque o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos animais, e lhes sucede a mesma coisa; como morre um, assim morre o outro; e todos têm o mesmo fôlego, e a vantagem dos homens sobre os animais não é nenhuma, porque todos são vaidade.
Todos vão para um lugar; todos foram feitos do pó, e todos voltarão ao pó.
Quem sabe que o fôlego do homem vai para cima, e que o fôlego dos animais vai para baixo da terra?
Assim que tenho visto que não há coisa melhor do que alegrar-se o homem nas suas obras, porque essa é a sua porção; pois quem o fará voltar para ver o que será depois dele?

domingo, 16 de outubro de 2011

Minha homenagem para Assu através da poesia do grande poeta assuensse, seu Renato Caldas, avô de José Renato ( meu ex aluno no IPI - Assu/RN).

REBULIÇO


Menina me arresponda,
Sem se ri e sem chorá:
Pruque você se remexe
Quando vê home passá?
Fica toda balançando,
Remexendo, remexendo...
Pensa tarvez, qui nós véio,
Nem tem ôio e nem tá vendo?
Mas, se eu fosse turidade,
Se eu tivesse argum valô,
Eu botava na cadeia
Esse teu remexedô...
E adespois dele tá preso,
Num lugá, bem amarrado,
Eu pedia - Minha Nêga,
Remexe pro delegado.

PARABÉNS POVO DE ASSU! Minha alma saudosa faz meu coração pulsar de saudade dos 12 anos que ai convivi, agradeço a acolhida foram momentos lindos, dígnos, e bem vividos. OBRIGADA aos meus amigos e amigas de Assu pela acolhida...Abraços, Flauzineide/Neidinha.

LEI municipal nº 06/69 – 11.10.1969


Hino do Assu
Letra e música da poetisa e musióloga assuensse
Maria Carolina Wanderley Caldas(Sinhazinha Wanderley)

Qual um canto harmonioso
Das aves, pelo ramado
A minh'alma te festeja
Meu Assú, idolatrado.

Torrão bendito hei de amar-te
Dentro do meu coração
Salve, Assú estremecido,
Salve, salve ó meu sertão.

Palmeiral da minha terra
As várzeas cobrindo estás
Tu que és útil pelo inverno
E pela seca ainda mais.

Valoroso, florescente,
Em face dos mais sertões
Hão de erguer-te o nosso esforço
Nossos bravos corações.


Obtida de
http://pt.wikisource.org/w/index.php?title=Hino_do_munic%C3%ADpio_de_A%C3%A7u&oldid=82638

Assu está em festa, seu povo comemora os 166 anos de emancipação politica do município. PARABÉNS ASSU!


 Aldenita de Sá Leitão - poetisa potiguar.
 (autora do Hino do Sesquicentenário de Assu)

HINO DO SESQUICENTENÁRIO DO ASSU

Letra: Maria Aldenita de Sá Leitão Fonseca de Souza
Música : Franciso Elion Caldas Nobre ( Chico Elion)

Obrigado Assu pelas paisagens,
pelos feitos heróicos de outrora,
pelo verde que brota nas margens,
do teu rio ao romper da aurora.

Ao terceiro milênio confiante,
levarás em teus ombros a glória,
de ser pátria das letras vibrante,
com o teu nome gravado na história.

O petróleo da terra jorrando,
o algodão lembra paz de oração,
carnaúba poesia inspirando,
terra de frutos para exportação.

As estrelas mais resplandecentes,
no teu céu brilham mais com fulgor,
são as rimas tão doces e ardentes,
dos poetas falando de amor.

Nesta data brilhante e festiva,
bem marcada no teu calendário,
com teus filhos de voz sempre altiva,
parabéns pelo SESQUICENTENÁRIO.

ASSU minha terra, meu berço,
minha ODE, minha canção,
ASSU de todo um povo,
um pedaço do meu coração.

*********

Eu morei 12 anos em Assu, amo muito Assu, fui muito bem acolhida pelo povo bom dessa linda cidade. Esse tempo que lá vivi e convivi me enche de saudades no dia de hoje, (por motivo de saúde não posso está lá) lembro os momentos vivenciados em desfiles ricos ( IPI, CAIC onde prestei meus seviços como pofessora ...) que comemoravam e comemoram até hoje a festa de emancipação de Assu. Por isso hoje acordei saudosa, busquei meus arquivos pesquisei no google e entre meus achados encontrei esse blog rico em informações sobre a família Sá Leitão, uma família maravilhosa, para a qual eu envio mil beijos através de Aldenita e Drª Zoráide(minhas amigas queridas).

Venham comigo conhecer este cantinho riquíssimo:













sábado, 15 de outubro de 2011

Somos estrelas... Quem não precisa da luz de um professor? Foi com essa poesia que a professora Fatuca homenageou os colegas professores:

Profª Fatuca poetisa potiguar.
Não sei o nome do autor da foto (ficou linda!) se alguém souber me informe.

Somos estrelas...
Quem não precisa da luz de um professor?

Eu sou uma estrela!
Você também é!

Viemos a terras
com uma missão...
A missão de brilhar!

E outros astros
em estrelas,
com bons ensinamentos...
Poder transformar!

Brilhemos aqui...
brilhemos acolá!
Brilhemos com intensidade,
pra nossa luz se propagar!

E a nossa missão...
Aqui na terra,
com certeza poder se concretizar!

Fazer novos astros:
-brilhar! Brilhar!

Profª Fatuca, 2005.

Zelma Furtado de Medeiros e sua poesia. FELIZ DIA DO PROFESSOR PARA TODOS E TODAS! Tchim tchim professores(as)!


Zelma é professora, poetisa, pesquisadora da história da mulher potiguar. Presidente da Academia Feminina de Letras do RN e também presidente do Memorial da mulher.

****
Esse banner da poetisa Zelma faz parte do acervo do projeto Literatura Feminina Potiguar, coordenado pela professora Flauzineide.

FELIZ DIA DO PROFESSOR PARA TODOS E TODAS! FELIZ DIA DAS CRIANÇAS PARA TODAS AS PESSOAS QUE BUSCAM A FELICIDADE!!! Dia da criança e Dia do professor é todo dia como tão bem nos ensina a poetisa Lécia Cavalcante em seu poema "15 de outubro". Brindemos com Lécia ao " Dia do professor".

Lécia Maria Cavalcante Silva

Do livro Janelas para o mar página
Lécia é pedagoga, funcionária pública estadual e municipal, aposentada.
É poetisa potiguar de Goianinha/RN

15 de outubro

Meus parabéns, professor!
Hoje é teu dia!
Qual o dia que não é teu?
Nem após a aposentadoria!
Tua profissão o povo precisa,
Alguns apreciam,
Se tens vocação
Só foi Deus que te deu.

Meus parabéns!
Pela demonstração de coragem,
Apesar do medo.
Pelas batalhas perdidas
Com gosto de vitória.
Por esse brilho nos olhos,
Apesar de tristes.
Por essa cabeça altiva
De aparência simplória.

Pelo silêncio que às vezes
É necessário fazer.
Pelas palavras que às vezes
É necessário dizer.
Por suportar injustiças, desafeto, e desamor,...
Por compreender que a vida
É felicidade.... e dor.

Meus parabéns para todos
Que conseguem suportar
Salário parco, atrasado, subtraído, inferior...
Mas ainda vive a vida
Com entusiasmo e bom humor.

Esses pacotes, decretos, medidas...
Vêm inesperadamente, direitos adquiridos derrubar,
Mas o bem maior – dom do supremo, o dom da vida
- Governo algum vai conseguir retirar.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Salmo 125 vs.1 a 4.

A segurança daquele que confia em Deus


Os que confiam no Senhor são como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.
Assim como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o Senhor está em volta do seu povo desde agora e para sempre.
Porque o cetro da impiedade não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda as suas mãos para a iniqüidade.
Faze bem, ò Senhor, aos bons e aos que são retos de coração.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Feliz Dia das Crianças para todos! Todos os dias devem ser felizes para as crianças, e você pode fazer sua parte, experimente, você também será feliz... Esse poema está nas Salas de Leituras das Escolas: Maria Luiza Alves - Felipe Camarão - Zona Oeste e Izabel Gondim - Rocas - Zona Leste de Natal / RN.

Às crianças das escolas por onde andei
Flauzineide

Está no meio de vocês
É me sentir criança
Pular corda jogar bola
Brincar no pátio da escola
Cantar com o sol
Correr com a lua
E piscar para as estrelas...

Está no meio de vocês
É ser criança
Estudar nesta escola
Ler muito muitas histórias
Saber mais e aprender
È também ser cordial
E aprender a conviver.

Está no meio de vocês
É ser criança educada
È caminhar estudando
Conviver cantado
Aprendendo a fazer o bem...

Por isso
Feliz eu encerro meus versos
Com esta mensagem singela
Dedicada a toda galera
Que passar por aqui.

Em breve eu retornarei
Trazendo mais poesia
Revestida de magia
E muito amor para vocês.

Compartilhando leituras, doando livros, abraçando as crianças, talvez essa seja uma singela maneira de ser, e fazer feliz.
FELIZ DIA DAS CRIANÇAS TODO DIA!!!


E. E. Maria Luiza Alves da Costa

Venha comigo conhecer esses blogs, vale à pena...


http://izabelgondim.blogspot.com/
http://zonalestelendo.blogspot.com/

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS PARA TODAS AS CRIANÇAS!!! Em cartaz a poetisa Lúcia Helena Pereira e sua poesia para as crianças

Um poema por este 12-10-2011.

A criança feliz, a triste, a abadonada! Criança!
Lúcia Helena Pereira

Era tão linda, parecia um anjo!
Brincava numa calçada feita de lã de ovelha cigana
E tinha nos pés, calejados de pular corda,
A cor do sangue e do peso de sua liberdade.


Eu vi uma criança sorrir,
Um sorriso cheio de amoras, sorvetes e balas,
Cheirando aos recintos de cinemas
Exibindo filmes em 3 D, ou os Harry Poter da vida
Nos shoppings dos grandes centros urbanos!


Essa criança - como numa ilusão de ótica -
Espiava pela vitrine d´uma grande loja,
Observando os brinquedos de que mais gostava
E ninguém nem sabia que ela chorava...


Eu vi uma criança sorrir,
Sorriso com aparelho nos dentes
Vestidinho de cor-de-ouro e rosa,
Duma marca bem cara...e bonita.


Essa criança de repente subiu num palco,
Fechou os olhos, cantarolou, rodopiou,
Fez tantos malabarismos que o dono do circo,
Apavorado com a proximidade da hora do espetáculo,
Pegou uma vassoura e alçou uma varredura
Naquela criança brincalhona - criança do desamor!


Eu vi uma criança sorrir,
De repente, ao ver um menininho comer uma manga verde,
E sem compreender, ela chorou...
E suas lágrimas, sulcadas n´alma
Do menino faminto, tornaram-se a grande cascata
Correndo pelos rios da infância perdida!


Eu quero sorrir, comer, brincar,
Assistir filmes numa tv bonita, conhecer a Disney,
Jogar nos games da vida, nos plays stations,
Comer um sanduíche gostoso, um bom suco gelado...


Não quero lágrimas dentro de mim,
Não sou palhaço, sou uma criança grande,
Que esqueceu os seus brinquedos,
Numa esquina iluminada, onde o sol brilha em ouro
E as estrelas desenham sonhos de luz!



Eu vi uma criança sorrir...
Era o sorriso nervoso, insano, amedrontado,
De quem não mais tem lágrimas,
E o riso faz a festa da sua dor,
A dor do desdém, do descaso, do abandono...


Deus! Eu quero os sorrisos das crianças,
Compartilhar alegrias, bem-estar, saúde, educação...
Quero uma criança do tamanho do meu país,
Sem ruas tortas e escuras, sem bandidos...
Onde sobram migalhas do banquete de esperanças orfãs.

***

Mais sobre Lùcia Helena? Venha aqui:
http://letrasecanaviais.blogspot.com/2011_10_01_archive.html
http://outraseoutras.blogspot.com/

Feliz Dia das Crianças para todas as crianças!!! Em cartaz: A poetisa e artista plástica Jania Souza, homenageando a criança que existe em todas as crianças...

O Aniversário do Sagrado Menino Jesus

Jania Souza


Sorrisos fartos, abraços solidários
Brilho de luzes multicores
No túnel que são as ruas da vida.
As fachadas dos prédios, das casas, dos bares
Sussurram cantigas em baladas de sinos.
Olhos brilham na sinfonia universal
São anjos sempre invisíveis
Ou disfarçados de homens, mulheres, crianças
Inspirados na emoção maior da fraternidade.
O ar com seu jeito mágico de Natal
Flui o nome maior da cristandade
E revela que há possibilidade na terra
Para o amor e a paz.
Portas abrem-se à luz!
Em seu humilde berço
O sagrado Menino
Estende seus braços
E colhe as dores debulhadas nas estradas.
Transforma com seu toque terno
As lágrimas de mágoas
Em sementes de esperança
Abençoadas com as pétalas do amanhã.
O parabéns repete-se constante, firme,
Na voz de anjos de qualquer origem
Com a certeza da durabilidade
Do amor extraído do Ser precioso
Que é o Sagrado Menino.



Jania com as crianças, em momento poético na Sala de Leitura da E. E. Izabel Gondim.

***

Quer saber mais sobre Jania? Venha comigo aqui:
http://janiasouzaspvarncultural.blogspot.com/

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS PARA TODAS AS CRIANÇAS!!! Em cartaz a poesia de Rosângela Trajano para as crianças...

Meninos e meninas
Rosângela Trajano

Era uma vez
um mundo xadrez
meninos de pijama
meninas de vestido
esperando a sua vez
bonecas num carro
pra dizer do divertido
de fazer do barro
uma casa com cama.


Rosangela, Flauzineide e Sirlia.
 
Neste dia da foto a escritora e poetisa Rosangela Trajano contava histórias para as crianças da E. M. Henrique Castriciano em Santos Reis e nós fomos crianças desse público...
 
Quem saber mais sobre Rosângela Trajano? venha comigo, é aqui:
http://diariosaladeaula.blogspot.com/

Toda hora é hora de ler, todo dia é dia de ler, mas hoje é um dia especial: Dia das crianças - Dia da leitura - Dia da Padoeira do Brasil e para comemorar esse dia tão festivo, vamos ler poesias e sentir suas mensagens... Em cartaz: FELIZ DIA DAS CRIANÇAS PARA TODAS AS CRIANÇAS!!! Com a poetisa e professora Flauzineide.

 Esperança e sentimentos...


Conviver com criança é ter esperança
Receber carinho dar amor
É saber que a pureza e espontaneidade
Existem
É viver em alerta com confiança
Saborear delícias da vida
Apreciar um jardim repleto de flores
Incontestáveis surpreendentes
Elas vêm elas vão
A qualquer lugar
Todo espaço é seu
Independentes maravilhosas
Elas são a atração
São luzes em nossas vidas
E nos trazem preocupação
Mas sem elas a vida não tem sentido
É um espetáculo sem atração
Elas ornamentam
Dão sonoridade
Elas iluminam
Dão felicidade

Não há salário que pague esses momentos, pois eles são dádivas de Deus, recompensas dos céus.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

A poesia da mulher potiguar para as crianças. Em cartaz: FELIZ DIA DAS CRIANÇAS PARA TODAS AS CRIANÇAS!!! Com a poetisa e professora Fatuca.

A criança... Elas são imagens e semelhança de Deus!

Toda criança
Precisa de lar
Casa comida
Pais pra cuidar!

Toda criança
Precisa brincar
Na rua, na praça
Aqui, acolá!

Toda criança
Precisa de educação
Professores eficientes
Boa formação!


Toda criança
Precisa de respeito
Um mundo mais
Com menos defeito!


Profª Fatuca, 2010.

Quer sqber mais sobr Fatuca? Venha comigo no "Cantinho de poesia"
http://curtindoumpouquinhodepoesia.blogspot.com/

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

"Palavras Singelas e Encantamentos" da poetisa Fátima Alves.

 A professora e poetisa Fátima Alves, conduzindo o "Sarau" onde aconteceu o lançamento de seu terceiro livro. Parabéns poetisa por mais uma vitória!

 O terceiro livro da poetisa Fátima Carvalho.

Compartilhando o sonho realizado com a família, a maior estrutura do ser humano, parabéns poeta pela união de sua linda família!

***

Quer detalhes? venha comigo aqui:

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Em meus guardados encontrei esse mimo de clevane para mim e trouxe a vocês. Clevane é potiguar de São José de Mipibu, radicada em BH/MG.

Flauzineide:

para agradecer, somente enviando o que poeta ama:
versos meus para você:


Um prenome que principia
qual uma FLAUta de Pã,
sendo mulher, sua poesia
cheira a jasmim e maçã...


Para ser divulgadora
de tudo que é cultural,
é gentil e professora
do que é bom e afasta o mal...


Seus versos são bem tocantes,
a acender as nossas almas,
com a arte dos amantes
de palavras assim calmas...


Agradeço a gentileza,
e as flores pelos caminhos
por ser de tua natureza ,
das rosas ...tirar espinhos...


Um abraço cordifraternal
Clevane Pessoa de Araújo Lopes
26 de Maio de 2009 - 

O original desse poema é aqui;
http://divulgadoraliterocultural.blogspot.com/2009/05/meu-agradecimento-clevane-pessoa-lopes.html

Canastra o jogo dos amores - Poemas de Suzana Jácome Galvão.


A belíssima foto artistica é da autoria de nossa poetisa Lúcia Helena Pereira, ela é uma artista completa, sintam a beleza dessa foto, e também a sensibilidade da modelo, nossa poetisa potiguar Suzana Calvão que posou lindamente. 

Roupagem

Sempre fui boa
em tudo

chegou você!

fui decrescendo
perdendo-me de mim
contemplei-me na transparência
do firmamento
quebrando-me em mil pedaços

comprei uma roupagem nova

vesti

hoje estou aqui

Suzana Galvão
Do livro de poema “Canastra o jogo dos amores”

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Salmo 125 vs.1 a 4 - A segurança daquele que confia em Deus...

Os que confiam no Senhor são como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.
Assim como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o Senhor está em volta do seu povo desde agora e para sempre.
Porque o cetro da impiedade não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda as suas mãos para a iniqüidade.
Faze bem, ò Senhor, aos bons e aos que são retos de coração.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Obrigada Geralda, você sempre surpreendendo, o acróstico está lindo e a homenagem dígna de um Glória a Deus!

F AZER, EDIFICAR, ORGANIZAR FAZ-ME
L EMBRAR MUITO DE VOCÊ FLAUNEIDINHA.
A GORA E JÁ COM UM POUCO DE ATRASO QUERO LHE DIZER, VOCÊ É
U MA PESSOA QUE MUITO ADMIRO E EMBORA O
Z UMBIDO DO DESPERTADOR TOCOU NO MEU OUVIDO, LEMBRANDO QUE SUA
I NTELIGÊNCIA E BONDADE
N ÃO É NEGADA E NEM TÃO POUCO APAGADA, POIS
E S SIM, UMA ABENÇOADA, ESMERALDA NA SUA
I NTEGRA E GLAMOUROSA TRAJETÓRIA
D E VIDA, VIDA ESSA ABENÇOADA
E QUE DESPERTA EM TODOS NÓS UM SENTIMENTO DE PAZ.


M UITA FELICIDADE, PAZ E AMOR TE DESEJO
O RGULHANDO-ME EM MUITO DE SER SUA AMIGA
U MA AMIGA MUITO QUERIDA, UMA IRMÃ EM CRISTO E QUE É
R EALIZADA NA VIDA! MESMO ATRASADA
A LMEJO A TI - FELIZ ANIVERSÁRIO NEIDINHA.


Postado por GERALDA EFIGÊNIA
Mais sobre Geralda? Aqui:
http://wwwgeraldaefigenia.blogspot.com/

Nossa poetisa potiguar de São José de Mipibu radicada em Belo Horizonte/MG, Clevane Pessoa, entrega ao Universo mais uma obra cheia de essências de excelentes poesias... "Lírios sem delírios"

"Lançamento de "Lírios sem delírios", de Clevane Pessoa, de Belo Horizonte, MG, pela Editora aBrace, nos III Juegos Florales del aBrace Cultural (que acontecerão no uruguai, de 04 a 07 de outubro).




O lançamento será dia 05 de outubro, na sede do MC aBrace:Galería Jardín 18 de julio 1314. Montevideo (Galeria Jardim 18 de julho, número 1314, Montevidéu) .


O livro é de poemas , um feixe deles escritos em diferentes épocas, mas que refletem a filosofia de vida e as emoções recorrentes da autora.São prefaciadores os próprios diretores do aBrace, o poeta uruguaio Roberto Bianchi e a poeta brasileira Nina Reis, que trabalha no consulado brasileiro daquela cidade."

Fonte:
http://livresca.blogspot.com/search/label/lan%C3%A7amento%20nos%20III%20Juegos%20Florales%20em%20Montevid%C3%A9u

Amigos compartilho com vocês um mimo que recebi da profª Fatuca pela passagem do meu aniversário. Muito obrigada poetisa pela linda homenagem.

FLAUZINEIDE
Ela é luz...
Cultura também!
O mundo precisa
de pessoas assim...
Que promovam o bem!
De ponta a ponta
do Estado potiguar!
A Literatura Feminina
ela está a divulgar!
Faz tudo com muito amor
ela faz por vocação!
Ela está na poesia
e a poesia em seu coração!

Um presentinho da sua amiga Fatuca!
Feliz Aniversário!!!!!

***

- Guardei sigilo da data do meu aniversário para não me emocionar tanto, mas  alguns amores de amigos descobriram, ainda bem que já havia passado, agora agradeço a todos e todas e neste momento em especial a Fatuca, obrigada Fatuca, aproveito para lhe dizer que todos os dias marco presença no seu "Cantinho de poesia" lhe visito quando acordo e antes de dormir, ele está o máximo. Parabéns!
Neidinha

Quem quiser saber mais sobre Profª Fatuca venha conhecer o cantinho literário dela aqui:
http://curtindoumpouquinhodepoesia.blogspot.com/




segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Colegas que conviveram comigo nas ações do "Prazer em Ler" em 2010, esse poema é um dos meus guardados que fiquei sem saber se deveria postar ou se seria só o registro de uma saudade, foi construido entre lágrimas e emoções... para vocês meus amados relembrando bons momentos....

Hoje
Eu não consegui dormi
Não sem antes falar com vocês
Rosas do meu jardim
Cravo único e marcante.
Eu não conseguir dormi
Porque revi cenas momentos
E chorei
De saudades de vocês
Rosas do meu jardim e
Meu único cravo
Vocês que encheram minha vida
De alegria
De realizações
De emoções
E de esperança.
Obrigada pelo apoio
Pelo conforte na hora precisa
Conviver com vocês não foi trabalhar
Foi sentir prazer
Muito prazer:
Em ler
Em trocar experiências
A aprender o que é realmente humildade
E eu que pensei que fosse humilde
Aprendi ainda mais com vocês
A valorizar o ser humano
O que cada um é capaz de saber e de fazer
Aprendi com vocês a sentir segurança
A elogiar, pois sempre estava recebendo um elogio
Às vezes nem merecia era só um gesto de amor
Aprendi ainda
A não ter medo dos espinhos
Se encontrei espinhos?
Sim
A gente sempre encontra
Mas vocês minhas rosas
E meu único cravo
Vocês me encheram de essências boas
E os espinhos não contaram
Mas o que seria dos espinhos
Se não fossem as rosas e o cravo
Que juntos contou
Somou
E numa grande festa
De pessoas felizes
Uma música foi cantada
E ela se chama
A semente da leitura e as crianças
E nessa ciranda de poesias e leituras
Muitos vão poder cantar e crescer
E um dia eu quero ver muitas rosas e muitos cravos
Num jardim onde plantamos sementes do bem
Para colher
Essências do bem
Do amor
De preferência
Em mundo sem espinhos
Boa noite!
Vou dormi
Em paz.

27/12/10
01h e 18min.
Para o companheiro e companheiras do Prazer em Ler com saudade e com carinho
Flauzineide ou Neidinha

 Saudades de momentos como esse que nem a chuva nos tirou de lá, da Praça das Flores, lembram?



domingo, 2 de outubro de 2011

Mateus capitulo 6 versículos 7 a 14. Para reflexão...

E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos.
Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.
Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
o pão nosso de cada dia nos dá hoje;
e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores;
e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, Amém.
Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso pai celestial vos perdoaráa vos.

Encerrando os agradecimentos a todos e a todas que me parabenizaram, por telefone, emails e pessoalmente, não direi mais os nomes para não esquecer algum, mas saibam que fiquei feliz, muito obrigada de coração...

Para vocês com carinho...

Eu volto a te agradecer Socorro, e fico muito feliz com tuas visitas ao meu cantinho cultural. Abraço potiguar, Neidinha.

Querida amiga poetisa Neidinha Moura

Foi uma alegria muito grande estar presente em sua festa de aniversário.
Eu fiquei emocionada com a publicação da minha manifestação de parabéns a ti enviada com todo o meu carinho.
Obrigada por visita tão afetuosa aos meus “Fragmentos dos Meus Sonhos”, que ficou mais florido com a tua chegada.
Eu amei este teu cantinho cultural. Estarei sempre aqui lendo e relendo teus escritos literários.
Receba o meu forte abraço literário e amigo,

Socorro

1 de outubro de 2011 16:54

Mais sobre Socorro? venha aqui:

Muito obrigada colegas das letras e das artes...

PARABÉNNNNNS!!!! Flau, que Deus a ilumine e a proteja sempre! dando muita paz, amor no coração e muita saúde.
 Bjsss Mag



ESTIMADA POETA FLAUZINEIDE, O MEU ABRAÇO DE FELIZ ANIVERSÁRIO!
MALU MOURÃO

Que Deus abençoe grandemente a vocês,
beijos nos corações lindos,
Flauzineide/Flau

Meu agradecimento a todos e todas que comemoraram comigo meu aniversário... Obrigada AVSPE!



Lindos!!!



sábado, 1 de outubro de 2011

Mateus 5 versículos 1 ao 16. Vamos ler e refletir?

Sermão da Montanha,
As bem aventuranças


1 - E JESUS, vendo a multidão, subiu a um monte e assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;
2 – E, abrindo a sua boca, os ensinava dizendo;
3 – Bem aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
4 – Bem aventurados os que choram porque eles serão consolados;
5 – Bem aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
6 - Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
7 – Bem aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
8 – Bem aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
9 – Bem aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
10 – Bem aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
11 – Bem aventurados sois vós quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
12 – Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguirão os profetas que foram antes de vós.
13 - Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens
14 - Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
15 - Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
16 - Assim resplandeça vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso pai que está nos céus.

Amigos, vejam em detalhes mais sobre a Cesta Cultural da SPVA no blog de Vivi Viana.

 Uma das lindas telas de dona Mozinha Viana.
MOZINHA VIANA E MAURÍCIO GARCIA
PRESIDENTE DA SOCIEDADE DOS POETAS VIVOS E AFINS
NA CESTA CULTURAL COM A SPVA/RN
NO IFRN ONTEM A NOITE.

Mais detalhes aqui em Vivi: