quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Um mimo carinhoso da poetisa Alzenir em forma de poesia para mim, meu agradecimento de coração. Obrigada poeta você que é abençoada e maravilhosa

Flor Moura

Areia Branca do meu
Rio Grande do Norte
Dos teus cristais
Nos deste Flauforte
Flor branca e sensível
Tu és meu passaporte

A literatura feminina
Da terra potiguar
Mulheres pequeninas
Tu vieste divulgar
Mulheres valentinas
Tu quiseste agrupar.

No teu blog valioso
Poetas desconhecidas
Palavras tão escondidas
Agora ganharam vida

E neste poema singelo
Pleno de amor sincero
Flauzineide Moura Machado
Receba esse meu agrado.

Alzenir Araújo – Poetisa potiguar
14/08/11



Muitíssimo obrigada Alzenir pelas palavras de afeto, que sei, talvez não mereça tanto.



Eu sempre fico em dúvida se divulgo os recados que vem do coração de pessoas do bem para mim porque eu tenho receio de parecer ostentação e disso Deus não se agrada, assim como tenho medo que algumas pessoas que não são do bem pensem que estou me auto promovendo, mas como omitir poemas tão lindos e homenagens tão sinceras e carinhosas? Pensando em paz, desprendida de qualquer julgamento em análise alheia, (isso também Deus não se agrada) achei que devia compartilhar alguns com vocês e inicio aqui com essa poesia de Alzenir Araújo, uma mulher que sabe amar fraternalmente.

Um comentário:

Zona Leste Lendo disse...

Querida Flau, uma pessoa que se prontificou a revelar para o mundo as riquezas literárias femininas do Rio Grande do Norte não pode ser censurada quando recebe um sincero agradecimento. Você merece muito mais!