terça-feira, 22 de março de 2011

Convite da minha amiga Daluzinha

Amigos
          No dia 24/03/2011 dentro do evento MARÇO MULHER promovido pela Secretaria Estadual de Saúde com vários outros parceiros, realizaremos a 1ª MINI MARATONA DE CONTAÇÕES DE HISTÓRIAS, pontualmente das 8 às 12H, no auditório do antigo prédio do INAMPS, quase em frente da Catedral de Natal.
         Em uma feliz coincidência estaremos homenageando  TODAS AS MULHERES   e comemorando o DIA DO CONTADOR DE HISRIAS (20 de março) e iniciando um Projeto que visa Cadastrar os Contadores de Histórias Potiguares, na busca de resgatar esta arte milenar que usa a oralidade e a literatura, para conquistar novos leitores e semear a PAZ, entre outros inúmeros comprovados benefícios.
          Venho aqui te convidar, pois preciso da energia amorosa dos amigos, e das pessoas que como eu, desejam banir a violência que permeia com insistência diária, na vida de todos nós, como ainda preciso de assinaturas em nossa lista de presença, para que ela seja usada como passaporte, para conseguirmos a parceria de nossos governantes, na concretização de nosso projeto.
          Já antecipando a emoção do momento sinto BORBOLETAS fazendo mirabolantes movimentos entre meu estômago e meu coração, e é sob esta emoção que lhe digo o quanto é importante não apenas para Daluzinha, e sim principalmente para o universo infantil, que você possa estar a nosso lado, nesse sonho com fé em Deus, se materializará em realidade.
         Convido ainda aos que não conhecem nosso trabalho, que visite o nosso blog  www.daluzinhaavlis.blogspot.com para visualizarem um pouquinho de nossa trajetória.
          Grata, deixo aqui um beijo no de cada um.
                                                                      Daluzinha Avlis

Um comentário:

lecia disse...

Flau,andei pesquisando sobre a arte poética... encontrei você, que abraça a causa, como divulgadora. Obg.e parabéns pela iniciativa,gostaria muito de estar divulgando, contribuindo ... mas não sei como andam as reuniões, etc. da última vez que fui à Capitania,muitas coisas não iam bem...continuo escrevendo,e estou de bem com a velha vida...Abraços