sábado, 27 de fevereiro de 2010

Geralda Efigênia de Macêdo-Presidente da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins/RN.


Mulher

Sou mulher.
Sensível, sensitiva,
Forte, guerreira.
Na vida,
Sou mais que um corpo
Para apreciação do macho.
Sou mais que um ombro
Para escutar lamentos,
Sou mais que dar momentos.

Sou mulher.
Altiva, moderna o suficiente
Para encarar quão mormente
Toda e qualquer ação que vier.

Sou mulher!
Sim, sou mulher.
Mãe... Atenta nas noites mal dormidas.
Nos choros reconhecidos de dor de desalentos.
Nas horas de incertezas, de tantas primeiras vezes.

Sou mulher!
Companheira de toda hora,
Amiga das horas incertas,
Esquecida das horas certas.

Sou mulher!
Pode ter certeza...

Pro que der e vier.
Seja o frio, seja o riso
A alegria ou a dor
No paraíso, eternizo,
Esse dor de ser mulher.

Geralda efigênia

2 comentários:

RAQUEL CRUSOÉ disse...

Excelente o seu blog, parabéns !

Obrigada por estarmos juntos. Você vale ouro e, neste momento especial,tem um presente para você em nosso blog. Espero que goste.

Atenciosamente,

Raquel

http://raquelcrusoe.blogspot.com/

Pedra do Sertão disse...

Passei para conhecer o blog...a poesia e a blogueira...abraço